CPT - Centro de Produções Técnicas

Informa o INALE, na última década, a partir de níveis mais baixos de consumo doméstico para a produção, a produção cresceram a uma taxa mais lenta de consumo (1% anual) (2% ao ano), e, por conseguinte, é um mercado que depende de compras de lácteos no exterior para cobrir o déficit desses produtos. Em 2014, o Panamá importados 163.000.000 $ laticínios. Mas as importações vêm crescendo a uma taxa de 16% cumulativo anualmente nos últimos anos. Seus principais fornecedores são os Estados Unidos (33%), Nova Zelândia (16%), Costa Rica (10%) e México (13%). Enquanto o Brasil aumentou as suas compras de produtos lácteos março em comparação com o mês anterior. O Brasil é um dos principais destinos da produção nacional. O principal produto importado pelo Brasil foi leite em pó, que atingiu 8.700 toneladas, com um valor total de US $ 26,6 bilhões em março. Os principais fornecedores de produtos lácteos do Brasil foram Uruguai (48,5%) e Argentina (45,0%). Em comparação com o mesmo período do ano passado, as importações provenientes do Brasil aumentou 56,6% em valor e 116,7% em volume. A imagem de exportação melhoraram, o que já se reflete nos números exportados pelo Uruguai em março (embora os preços continuam baixos), parece mais otimista para o segundo semestre do ano. Nesse sentido, a ANZ Bank (Austrália e Nova Zelândia Bank) observa que há consenso de que a recuperação dos preços de produtos lácteos ocorrer no segundo semestre do ano. ANZ mencionou que, para o atual trimestre (abril a junho), "é visto como improvável qualquer forte recuperação dos preços." "Muitos compradores parecem ter desaparecido do mercado", disse ANZ. "Para o segundo semestre de 2015, o maior impulso para o aumento do preço do leite em pó integral é susceptível de ser associado com a queda nos estoques". A recuperação dos preços pode ser auxiliada por baixos preços no produtor, que deve começar a desacelerar a produção nos principais países exportadores, colaborando com o estabelecimento do equilíbrio do mercado leiteiro. "Os recentes desenvolvimentos na produção e demanda está mostrando que pode haver um aumento entre o terceiro eo quarto trimestre e no início do próximo ano", disse Cecile Cabanis, diretor financeiro da Danone. "Esperamos que as importações chinesas são susceptíveis de começar agora, e que iria criar uma maior pressão sobre a demanda, portanto, teria impacto sobre os preços". Rabobank no mês passado previu que os preços "vai começar a aumentar a partir do terceiro trimestre, ganhando mais impulso no período entre outubro e dezembro." Faturamento No ano passado, as exportações de produtos lácteos somaram 833,6 milhões de dólares, ligeiramente abaixo do recorde de 2013, quando eles estavam em 914,7 milhões. No primeiro trimestre do ano, as exportações foram adicionados 172.000 mil dólares, cerca de 55 milhões dólares abaixo do mesmo período do ano passado.

Banner CHR Hansen 2020

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here