CPT - Centro de Produções Técnicas

Os bens da Indústria de Alimentos Leite Nilza S/A irão a leilão em breve para que a empresa salde dívidas trabalhistas e com fornecedores. O patrimônio inclui um terreno no Distrito Industrial de Alfenas, adquirido em 2008 pela empresa para instalar uma unidade no município. Mas, após o anúncio feito pela direção da empresa e a aquisição do terreno, a Leite Nilza não deu prosseguimento ao projeto e entrou em uma crise financeira. No início de 2011, a Justiça de São Paulo decretou a falência da empresa, que vinha de um processo de recuperação judicial, mas suspeitas de lavagem de dinheiro e fraude levaram à decisão judicial, segundo o jornal Folha de S. Paulo na época. A Leite Nilza chegou a executar a terraplanagem no terreno, localizado próximo a empresa Unifi. A área adquirida pela própria empresa tem 140 mil metros quadrados. <b>Leilão</b> A Justiça agendou para 7 de novembro um leilão para a venda das três fábricas da Leite Nilza, localizadas em Ribeirão Preto (SP), Itamonte (MG) e Campo Belo (MG). Esses imóveis estão avaliados em R$ 117 milhões, mas a dívida com trabalhadores e fornecedores somam R$ 500 milhões. Por isso, um outro leilão será agendado para a venda de dois terrenos da empresa, incluindo o localizado em Alfenas, e a frota da empresa. Neste caso, o patrimônio está avaliado em R$ 3,5 milhões. A expectativa, segundo o administrador judicial Alexandre Borges Leite ao jornal Folha de S. Paulo, é que com o fim do processo de falência e a venda dos bens, seja possível vender a marca para investidores. A empresa já foi uma das lideres do mercado, chegando a responder por 15% do leite consumido no Estado de São Paulo. As empresas ou consórcios dispostos a comprar as fábricas da Nilza deverão apresentar suas propostas até o próximo dia 31, no Fórum de Ribeirão Preto.

Banner CHR Hansen 2020

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here