CPT - Centro de Produções Técnicas

Nesta terça-feira (24) a Associação Brasileira de Supermercados (ABRAS) comunicou a Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon), do Ministério da Justiça e Seguridade Pública, sobre práticas abusivas de aumento de preços por parcela da indústria de queijo e leite.

O setor supermercadista está trabalhando incansavelmente para manter o equilibro nas relações de consumo diante da lamentável pandemia do coronavírus (covid19). E não compactua com a elevação injustificada de preços, principalmente, em período de fragilidade da população no que se refere à saúde pública.

As empresas supermercadistas possuem seus custos, seus compromissos e forma de empreender, buscando operar dentro dos parâmetros e normas que devem reger a livre iniciativa e a economia de mercado, o que sobretudo constitui-se em garantia constitucional, como prescreve a nossa Lei Maior nos seus princípios fundamentais, direitos e garantias.

Reiteramos a nossa contrariedade e discordância às práticas abusivas de preços e solicitamos às nossas 27 associações estaduais de supermercados para que orientem seus associados a refutar qualquer aumento de preço sem explicação mercadológica. Como de direito e dever empresarial, acompanharemos os valores dos produtos comercializados no setor, com o intuito de evitar eventuais distorções e garantir a transparência e qualidade nos serviços prestados ao consumidor.

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here