CPT - Centro de Produções Técnicas

O que o consumidor mais temia começa a virar realidade nos maiores centros urbanos, do Oeste ao Litoral. O iminente aumento de preços e a falta de leite e derivados no mercado interno foram anunciados neste domingo pelo Sindileite/SC (Sindicato das Indústrias de Laticínios e Produtos Derivados do Estado de Santa Catarina), como uma das consequências da greve dos caminhoneiros autônomos e manutenção dos bloqueios em rodovias federais e estaduais. Em nota oficial assinada pelo presidente Valter Antônio Brandalise, o Sindileite resalta que Santa Catarina é o Estado mais afetado pelo protesto dos caminhoneiros, que reivindicam redução no preço do óleo diesel, reajuste nos valores do frete e melhores condições de trafegabilidade nas estradas. As características geográficas, segundo Brandalise, contribuem para isso. “Santa Catarina tem a menor extensão territorial do Sul do Brasil. Aqui, os bloqueios são mais efetivos e mais prejudiciais à cadeia produtiva do leite”, argumenta. As grandes empresas catarinenses de laticínios se concentram principalmente na região Oeste, com distâncias, em alguns casos, superiores mil quilômetros dos grandes centros consumidores. “O produto não chega aos mercados há vários dias. Leite e derivados estão se perdendo nas estradas e vencendo dentro das fábricas”, diz o presidente. Outra preocupação do sindicato leiteiro de Santa Catarina é a perda de clientela fora de Santa catarina. “Espaços nas gôndolas de supermercados destinados a nossos produtos em grandes centros consumidores do país estão sendo ocupados por outras marcas. “Isso é ruim para a indústria e para os produtores”, acrescenta Brandalise. As poucas indústrias catarinenses que ainda tinham algumas operações em funcionamento, deixaram de receber leite dos produtores neste fim de semana. Nestes casos, as dispensas de funcionários estão previstas para esta segunda­feira, de acordo com a nota oficial do Sindileite/SC. O sindicato, segundo o presidente Valter Antônio Brandalise, mantém as negociações com os governo estadual e federal , em busca de solução emergencial para o impasse. Também impetrou ações judiciais para desbloqueio das pistas. “Mas, enquanto não houver um acerto definitivo do governo federal, tudo parece não surtir efeito”, lamenta Brandalise.

Banner CHR Hansen 2020

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here