CPT - Centro de Produções Técnicas

Tornar as propriedades rurais economicamente sustentáveis é o objetivo do “Programa gestão ambiental na produção de leite” que o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar/SC) e a Cooperativa Central Aurora Alimentos desenvolvem desde o ano passado no grande oeste catarinense. O programa iniciou em 2014 com o treinamento de 101 profissionais que formam as equipes técnicas que trabalham com leite sobre as questões ambientais relativas à atividade de proteção ambiental. Somente depois começou o treinamento dos produtores rurais associados das cooperativas agropecuárias. O programa prevê capacitar os 8.200 produtores associados das cooperativas filiadas que trabalham com leite. “O objetivo é termos produtores capacitados para práticas ambientais adequadas na produção de leite e o rigoroso cumprimento da legislação”, observa o assessor técnico da Aurora Alimentos, Sandro Luiz Tremeá. A Aurora desenvolveu o programa de capacitação ambiental e juntamente com equipe das filiadas e com os instrutores Eneo Webber e Patrícia Mellin criou o manual de capacitação ambiental. Por outro lado, as cooperativas filiadas à Coopercentral Aurora mobilizam e organizam os treinamentos em grupos de produtores. A participação do Senar/SC consiste em cobrir os custos com instrutores e alimentação. A participação do Senar é determinante para que os treinamentos efetivamente aconteçam. De acordo com o superintendente do Senar/SC,Gilmar Antônio Zanluchi, as atividades estão bem encaminhadas, pois em 2014 foram realizados 13 treinamentos com 313 produtores participantes e, em 2015, mais 20 treinamentos com 406 participantes. A área geográfica atingida envolve o oeste catarinense onde atuam as cooperativas filiadas à Coopercentral Aurora Alimentos: Cooperalfa, Auriverde, Copérdia, Itaipu, Caslo, Coolacer, Camisc, Coopervil e CooperA1. “Os resultados obtidos são essencialmente de natureza ambiental, preparando os produtores para tomar a decisão adequada na propriedade rural, investindo nos locais certos e com práticas ambientais adequadas de forma que possam crescer, desenvolver sem causar danos ao meio ambiente”, complementa Zanluchi. O planejamento para 2016 estabelece 26 treinamentos com a média de 20 produtores por turma,assim distribuídos: Alfa três treinamentos, Auriverde três treinamentos, Copérdia oito treinamentos, Itaipu seis treinamentos, Coolacer dois treinamentos, Caslo um treinamento, Coopervil um treinamento e CooperA1 dois treinamentos.

Banner CHR Hansen 2020

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here