CPT - Centro de Produções Técnicas

Os valores de referência para o leite padrão pago pelas indústrias aos produtores rurais, projetados para este mês de janeiro pelo Conselho Paritário Produtor/Indústria de Leite do Estado (Conseleite), apresentam uma leve redução de 1,88%. Os valores anunciados ficaram assim: leite padrão R$ 0,7729 o litro; acima do padrão R$ 0,8888 e abaixo do padrão R$ 0,7026. Em dezembro, o preço de referência ficou em R$ 0,7877, enquanto a projeção feita na reunião anterior era de R$ 0,7958. Nos últimos três meses (novembro/dezembro/janeiro), os preços de referência do leite padrão apresentaram uma diminuição de 3%. O presidente do Conseleite e vice-presidente regional da Federação da Agricultura e Pecuária de SC (Faesc) Adelar Maximiliano Zimmer observa que a redução nos preços do leite é natural nesta época devido às festas de fiml de ano e ao verão, que provocam redução do consumo de leite em razão do maior consumo de outras bebidas. Toda as indústrias estão fortemente estocadas e a oferta de leite UHT e de toda a linha de produtos industrializados continua elevada. De acordo com Zimmer, a tendência é de estabilidade dos preços em fevereiro e início de uma escalada de recuperação em março. O início das aulas nas redes pública e privada de ensino e a proximidade da entressafra farão os preços reagirem. Na segunda quinzena de fevereiro, o Conselho volta a se reunir para anunciar os números definitivos de janeiro e a nova projeção mensal. Embora tenha esses valores como referência negocial, o mercado – como de praxe – está praticando preços levemente superiores, em torno de R$ 0,90/litro. Criado em 2006, o Conselho Paritário Produtor/Indústria do Estado de Santa Catarina (Conseleite) – é constituído pela Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Santa Catarina (Faesc) e pelo Sindicato das Indústrias de Laticínios e Derivados de SC (Sindileite). Sua estruturação teve a assessoria da Universidade Federal do Paraná, que ajudou a constituir o Conseleite daquele estado. Há nove anos, a UFPR faz o levantamento e o cálculo dos preços de referência do leite, utilizando metodologia definida e aprovada pelo Conselho. Santa Catarina é o quinto produtor nacional, o Estado gera 2,7 bilhões de litros/ano. Praticamente, todos os estabelecimentos agropecuários produzem leite, o que gera renda mensal às famílias rurais e contribui para o controle do êxodo rural. O oeste catarinense responde por 73,8% da produção. Os 80.000 produtores de leite (dos quais, 60.000 são produtores comerciais) geram 7,4 milhões de litros/dia.

Banner CHR Hansen 2020

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here