CPT - Centro de Produções Técnicas

O Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul revogou na manhã desta quinta-feira (19) a prisão preventiva de mais nove presos da sétima fase da Operação Leite Compensado, deflagrada em dezembro de 2014 na Região Norte do estado. Entre os beneficiados pela decisão, estão agricultores e empresários, denunciados por fraude. Eles serão liberados assim que chegar o alvará de soltura. Os réus Paulo Cesar Bernstein, Fabiana Machado da Silva Nilson, Luciano Antonio Nilson, Walter Roberto Krukowski, Amauri Rempel, Angélica Rempel, Marcia Bernardi, Michel Adriano Schinatto e Paulo Cesar Ruhmke deverão se apresentar à Justiça regularmente e não poderão se ausentar da cidade sem comunicação prévia. A sétima fase da Operação Leite compensado identificou fraude no leite recolhido na região. Água e sal eram adicionados ao produto, para gerar mais lucro. No fim do ano passado, 22 pessoas foram presas. Oito ainda seguem no Presídio Estadual de Erechim. Dezessete envolvidos na Operação Leite Compensado deixaram o Presídio Estadual de Erechim, na Região Norte do Rio Grande do Sul, nesta sexta-feira (20). Todos obtiveram habeas corpus junto ao Tribunal de Justiça (TJ-RS). Oito deles foram liberados durante a madrugada e nove deixaram a cadeia pela manhã. Entre os beneficiados pela decisão, estão agricultores e empresários, denunciados por fraude. Os réus deverão se apresentar à Justiça regularmente e não poderão se ausentar da cidade sem comunicação prévia. A sétima fase da Operação Leite compensado identificou fraude no leite recolhido na região. Água e sal eram adiciContent ao produto, para gerar mais lucro. No fim do ano passado, 22 pessoas foram presas.

Banner CHR Hansen 2020

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here