CPT - Centro de Produções Técnicas

Em benefício das pessoas que têm intolerância à lactose e atenta às necessidades de seus consumidores, a Cooperativa Santa Clara desenvolveu dois novos produtos: os queijos Minas Frescal e Mussarela Zero Lactose. A Santa Clara é a primeira empresa do Sul do país a produzir os queijos zero lactose. Por não passarem por nenhum tipo de maturação, os queijos Minas Frescal e Mussarela normalmente são queijos com maior teor de lactose. As versões zero lactose são produzidas a partir da hidrólise (quebra) da lactose no leite, através da enzima lactase. Algumas características específicas dos produtos sem lactose são encontradas nos novos queijos: leve escurecimento em virtude do aquecimento e também um sabor levemente mais adocicado, além da alta digestibilidade em virtude da quebra da lactose. O Queijo Minas Frescal Zero Lactose já pode ser encontrado no mercado em versões de 330 gramas. Em breve, os intolerantes à lactose poderão encontrar também o Queijo Mussarela Zero Lactose em duas versões: fatiado com 150 g e em formas de 3,5 Kg. As embalagens foram elaboradas pela Sperotto Design nas cores laranja e lilás, acompanhando as tendências do mercado em identificação de produtos especiais sem lactose. Os Queijos Minas Frescal e Mussarela Zero Lactose Santa Clara somam-se ao Leite Zero Lactose Santa Clara, que está no mercado desde outubro do ano passado, complementando a linha de produtos especiais para intolerantes à lactose. Intolerância à lactose A lactose é um açúcar presente no leite que depende de uma enzima chamada lactase para ser digerida. Com a idade, a produção desta enzima vai diminuindo, podendo tornar o leite e produtos derivados dele alimentos de difícil digestão. Intolerância à Lactose é o termo utilizado para pessoas que não conseguem digerir produtos lácteos (leite e seus derivados) e pode causar desconfortos como distensão abdominal, flatulência e diarreia. Os sintomas de intolerância à lactose surgem quando a quantidade de lactose que chega no intestino é superior a capacidade intestinal de hidrolisá-la. Pessoas que têm intolerância podem optar por consumir leites e produtos que tenham lactose reduzida. A enzima lactase é obtida a partir da fermentação do leite em laboratório pelo microorganismo Aspergillus Niger, em condições controladas, gerando uma espécie de caldo. Este caldo passa por um processo de purificação para retirar somente a enzima lactase. O leite e os produtos lácteos são fontes importantes de muitos nutrientes, como proteínas, cálcio e riboflavina e a má digestão da lactose é um conhecido fator de risco para a fragilidade dos ossos, o que pode eventualmente levar à osteoporose. O grau de intolerância varia de pessoa para pessoa, sendo que o consumo de produtos sem lactose deve ser orientado por um médico ou nutricionista. A maioria das pessoas intolerantes à lactose é capaz de consumir pelo menos algumas gramas de lactose por dia (aproximadamente 10g), estando desta forma liberado o consumo de queijos maturados, por exemplo, já que a lactose é naturalmente eliminada em seu processo de maturação.

Banner CHR Hansen 2020

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here