CPT - Centro de Produções Técnicas

Produtores de leite da região de Cerejeiras e Corumbiara estão abandonando a atividade em virtude do baixo preço do produto. O litro de leite, que chegou a valer 80 centavos em dezembro do ano passado, hoje está sendo vendido a R$ 0,60 para os laticínios das duas cidades. Desanimados com a situação, alguns produtores estão devolvendo os resfriadores que haviam recebido das fábricas em consignação. Diante da perspectiva de que o quadro não irá mudar, fazendeiros e pequenos sitiantes já estão partindo para outras atividades. A principal opção de quem não vê mais futuro no leite é usar as vacas apenas para a produção de bezerros, que atualmente atingiu a maior cotação da história, com cada cabeça valendo cerca de R$ 1.200,00. O dono de uma área de sete alqueires em Cerejeiras disse ao FOLHA DO SUL ON LINE que as fábricas alegam a concorrências dos queijos argentinos, cuja entrada no país foi liberada, pela baixa cotação do leite. Também disposto a se desfazer de seu plantel leiteiro, o sitiante argumenta: “É muito melhor criar galinhas: com dois ovos a gente paga um litro de leite e não tem tanto trabalho”.

Banner CHR Hansen 2020

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here