CPT - Centro de Produções Técnicas

Cerca de 2 mil agricultores de 65 municípios do Rio Grande do Sul se mobilizaram nesta terça-feira (10) em relação à crise leiteira que afeta a permanência de famílias no campo. Os produtores se reuniram em uma das principais praças de Santa Rosa, na Região Noroeste do estado, e seguiram em caminhada. Eles passaram por algumas instituições financeiras, onde entregaram documentos com reivindicações do setor. Os principais problemas enfrentados são a retração no consumo, calotes de empresas e redução no valor pago por litro ao produtor. Conforme a Emater, nos últimos meses pequenos agricultores tiveram perdas de até 30% no preço. A Região Noroeste é a maior produtora de leite do estado, representando 64% da produção total gaúcha. Cerca de 17 mil produtores locais dependem da atividade leiteira. Após a caminhada, os manifestantes se concentraram em uma praça da cidade, onde foram distribuídos litros de leite à população. O manifesto é organizado pela Federação dos Trabalhadores na Agricultura no Rio Grande do Sul (Fetag) e por sindicatos dos trabalhadores rurais.

Banner CHR Hansen 2020

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here