CPT - Centro de Produções Técnicas

O 8º Concurso Estadual do Queijo Minas Artesanal, realizado nesta sexta-feira (3), em Uberaba, nomeou um produtor de Tapiarí como dono do melhor queijo artesanal do estado. O evento aconteceu durante a edição da Megaleite, no Parque Fernando Costa. O concurso foi uma realização da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural de Minas Gerais (Emater-MG), em parceria com a Secretaria de Estado da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), o Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA) e a Associação Brasileira dos Criadores de Girolando. A comissão julgadora do concurso avaliou 30 queijos de diversas cidades do Triângulo Mineiro, Alto Paranaíba e Campo das Vertentes. Apenas cinco queijos foram classificados como os melhores da região. Os produtores vencedores receberam premiações. Vencedores A 8ª Edição do Concurso de Queijo nomeou o produtor Nereu Ramos Martins como o dono do melhor queijo artesanal da região. O produtor, do município de Tapiraí, fabrica queijo há mais de 20 anos e possui uma produção de aproximadamente 30 queijos por dia. Em segundo lugar ficou o produtor Lazaro Francisco dos Reis, de Patrocínio, seguido por Vanderlino dos Reis, de Serra do Salitre, José Maria de Oliveira, do Rio Paranaíba e Maurício Alves, também do Rio Paranaíba. “Trabalhamos muito para conquistar esta vitória. É uma grande emoção. Sempre contamos com o apoio da Emater e do IMA que acompanham toda produção para mostrar que é possível melhorar a qualidade do queijo e produzir dentro das normas. Com o título esperamos agregar mais valor ao nosso queijo, para conseguir melhor preço de venda e melhorar a vida da nossa família. É uma emoção muito grande”, comentou o produtor. A fabricação do queijo artesanal recebe o apoio do Programa Queijo Minas Artesanal, executado pela Emater-MG. O programa visa orientar os produtores em boas práticas de fabricação, para garantir a segurança alimentar e facilitar o cadastramento das queijarias no IMA. O Queijos Minas Artesanal atua na organização dos produtores, padronização dos produtos, melhoria de embalagens, qualificação dos produtores e técnicos, comercialização e melhoria da qualidade dos produtos. “A cada edição do concurso é notável a melhora na qualidade dos queijos. Os produtores buscam sempre melhora a produção, aprimorando todo o processo de fabricação, para apresentar um queijo mais gostoso e com melhor qualidade. Todos participantes apresentaram queijos com muito potencial para vencer e, a cada edição, a disputa fica mais acirrada”, destacou a coordenadora Técnica Estadual de Agroindústria da Emater-MG, Marinalva Soares.

Banner CHR Hansen 2020

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here