CPT - Centro de Produções Técnicas

“A produção leiteira foi quase toda perdida. Não só a que seria produzida no dia a dia e escoada pelas estradas que estão destruídas, mas também aquela que já estava estocada e sofre com a falta de energia” – este é o cenário previsto por Cléber Guerra, diretor administrativo e financeiro do Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper), em relação à agropecuária nos municípios do Sul do Espírito Santo, que ainda tentam contabilizar os prejuízos decorrentes das fortes chuvas dos últimos dias.

Como as cidades de Iconha, Vargem Alta, Alfredo Chaves e Rio Novo do Sul são importantes produtoras de leite, os capixabas podem sentir os reflexos desse prejuízo em breve, de acordo com Guerra. “É possível, sim, que a população da Grande Vitória, por exemplo, sofra com algum grau de desabastecimento da bebida”, adiantou.

Dados percentuais de prejuízos na agricultura do Sul do Estado, porém, ainda não puderam ser levantados. “Toda a nossa rede está de sobreaviso para, quando as condições de deslocamentos forem restabelecidas, os nossos técnicos irem até as regiões produtoras. Por isso, nesse primeiro momento, os nossos esforços estão concentrados em desobstruir as estradas”, disse Guerra.

As cidades afetadas também são importantes produtoras de café e frutas, especialmente banana. Porém, como esta produção é voltada para a exportação, o impacto não deve ser tão sentido pelos capixabas, embora certamente representará significativas perdas para os produtores locais.

Questionado a respeito do que o governo estadual deve fazer a respeito desses prejuízos agropecuários na Região Sul, Guerra trouxe mais uma incerteza. “Ainda não sabemos quais medidas serão adotadas, mas certamente algo terá de ser feito para que os produtores tenham alguma chance de se recuperar.”

Banner CHR Hansen 2020

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here