CPT - Centro de Produções Técnicas

Após a pandemia de Covid-19, será necessário que a produção brasileira de leite caia 2% este ano para reequilibrar a oferta e a demanda no mercado interno. É o que aponta relatório divulgado pelo banco holandês Rabobank sobre os impactos da doença no mercado
mundial de lácteos.

“As vendas para o setor de foodservice caíram entre 70% e 90%, segundo empresas entrevistadas pelo Rabobank, após os restaurantes limitaram suas operações a vendas por delivery e reduzirem seus estoques ao mínimo”, aponta o documento, que destaca o fechamento de 600 mil pequenas e médias empresas no início de abril no país.

No primeiro trimestre deste ano, o banco avalia que houve queda de 1% na produção de leite do Brasil – cenário que deve se intensificar no segundo trimestre. “As margens menores continuam sendo um problema para os produtores e algumas indústrias estão estimulando
a menor produção em algumas regiões”, afirma o Rabobank.

Com uma alta acumulada de 30% na cotação do dólar, o custo para o produto com milho e farelo de soja, principal item na alimentação do rebanho leiteiro nesta época do ano, cresceu 60% e 30%, respectivamente. O preço pago ao produtor, por sua vez, acumula queda
de 5,9% no primeiro trimestre deste ano, segundo cálculo do Cepea.

“Com os preços atuais, muitos produtores estão lutando para obter margens positivas em importantes regiões produtoras, o que resulta em menor consumo de ração e redução de rebanhos”, explica o Rabobank.

Banner CHR Hansen 2020

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here