CPT - Centro de Produções Técnicas

Os preços do leite pago ao produtor tiveram queda expressiva no final do ano passado registrando, na média nacional, os menores valores dos últimos quatro anos para o mês de dezembro. No norte capixaba, o leite comercializado pelos pecuaristas da Associação dos Produtores de Linhares e Região (APL) está, na média, em R$ 0,90, queda puxada principalmente pelo aumento na captação de leite em todos os estados. O fato tem preocupado o segmento já que com o custo de produção elevado a lucratividade da atividade fica apertada desestimulando os produtores. “Os preços de insumos e mão de obra sofrem reajustes e quando o valor do produto cai fica complicado para continuarmos competitivos. É uma oscilação que prejudica muito o planejamento da produção leiteira”, destaca Cirilo Pandini Júnior, presidente da APL, lembrando que em 2013 o valor médio do leite comercializado pelos pecuaristas da APL chegou a R$1,12. Pesquisadores do Cepea explicam que os altos patamares de preços alcançados no ano passado elevaram os investimentos na atividade leiteira, que resultaram em maior produção neste ano e acúmulo de estoques. Um dos fatores que tem prejudicado o mercado de leite no Brasil é a importação de produtos lácteos. De acordo com a (APL), a abertura do mercado brasileiro para o leite e seus derivados importados de outros países produtores que tem subsídios prejudica o mercado nacional. “Os outros países conseguem entrar com o leite mais barato aqui devido aos subsídios que recebem prejudicando nossos produtores que não têm incentivos. A importação com preços menores ao nacional resulta em queda de preço do leite para o produtor. O governo federal precisa mudar isso”, destaca Pandini.

Banner CHR Hansen 2020

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here