CPT - Centro de Produções Técnicas

Segundo levantamento da Scot Consultoria, o produtor recebeu, em média, R$1,174 por litro. Em relação a julho do ano passado, o preço do leite subiu 21,6%, em valores nominais. A concorrência entre os laticínios pela matéria-prima é o principal fator de alta do preço do leite no mercado interno, visto que o cenário do lado da demanda não melhorou. Apesar do aumento da produção nos últimos dois meses (comparações mensais), em julho o indicador apontou para uma oferta 4,6% menor, em relação a igual período do ano passado, considerando a média nacional. Em curto prazo a produção deverá aumentar no Sul do país e principais bacias da região Sudeste, mas os incrementos deverão ser mais comedidos este ano, em função dos menores investimentos e gastos por parte do produtor na atividade, além de questões climáticas. De qualquer maneira, a expectativa já é de uma menor pressão de alta para o pagamento a ser realizado em agosto. Não estão descartadas quedas nos preços do leite em curto prazo. Para saber mais sobre o mercado de leite, custos de produção, clima, preços dos lácteos no atacado e varejo e expectativas para a cadeia assine o Relatório de Mercado de Leite da Scot Consultoria. Mais informações em: <a href=https://www.scotconsultoria.com.br/loja/relatorios/59/relatorio-do-mercado-de-leite-da-scot-consultoria target=_blank>https://www.scotconsultoria.com.br/loja/relatorios/59/relatorio-do-mercado-de-leite-da-scot-consultoria</a>

Banner CHR Hansen 2020

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here