CPT - Centro de Produções Técnicas

A Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente de Umuarama promoveu uma tarde de campo nesta sexta-feira, 28, para disseminar os resultados do programa Balde Cheio, que tem permitido ganhos significativos de rentabilidade na pecuária leiteira, com foco nas pequenas propriedades. Técnicos agropecuários, produtores e representantes dos órgãos envolvidos na parceria visitaram o Sítio São Sebastião, na rodovia PR-580 – a cerca de 2 mil metros do distrito de Serra dos Dourados, sentido a Ivaté – onde foram recebidos pelo produtor rural Carlos Novack. O programa é uma parceria entre a Fundação Banco do Brasil, a Prefeitura de Umuarama e a Associação dos Municípios Entre Rios (Amerios), que repassa aos pecuaristas técnicas de manejo desenvolvidas pela Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária). São adequações simples, de baixo custo, que trazem resultados rápidos na produção. Quatro técnicos acompanham 80 produtores de leite, sendo 40 no município de Umuarama – que conta com dois técnicos –, mais 20 em Perobal e outros 20 em Tuneiras do Oeste. O Secretário da Agricultura, Antonio Carlos Favaro lembrou que a rentabilidade, que melhora a qualidade de vida, é uma maneira de segurar os jovens no campo. “Apenas 6% da população de Umuarama vive na lavoura e pecuária. São 6 mil pessoas ocupando mais de 100 mil hectares de terras com a difícil missão de produzir alimentos. Por isso, encaramos o desafio de melhorar a renda dessas famílias e garantir boas condições de vida para que elas não desistam da atividade rural e possam ter uma vida digna”, afirmou. O gado da região de Umuarama já conta com uma boa genética, embora nem todas as propriedades atentem para a importância de ter vacas de boa linhagem. Por meio do Balde Cheio, os produtores conseguem melhorar as pastagens e aumentar a produção. Outros mantêm a quantidade diária de leite, mas reduzem os custos e com isso lucram mais. O secretário da Agricultura lembrou que Umuarama já conta com cooperativas formadas e garantindo bons resultados na área de hortifrutigranjeiros e também na reciclagem, por meio da coleta seletiva de lixo realizada em toda a cidade pela Prefeitura. Além disso, surgiu recentemente uma cooperativa de carnes nobres, que tem conseguido melhorar os ganhos para os pecuaristas de corte que investem em novilhos precoces. <b>RESULTADOS</b> Na tarde de campo foram apresentados números obtidos por produtores de leite que reforçam o potencial do programa Balde Cheio. O produtor Carlos Novack é um exemplo. Ele começou produzindo 90 litros por dia, já chegou a tirar 150 litros/dia e espera atingir a meta de 220 litros nos primeiros meses de 2015 – quando pretende ter 18 vacas produzindo uma média de 12 a 13 litros/dia por animal. No Sítio Aracaju, a produção está saltando de 400 litros/dia para 1.100 – o que permitirá uma produção anual de 23,6 mil litros com 54 animais. No início eram 30 vacas leiteiras. A Chácara Lovat dobrou a produção com o mesmo número de vacas (22): de 70 litros, o produtor conseguiu atingir 150 litros/dia.

Banner CHR Hansen 2020

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here