CPT - Centro de Produções Técnicas

O Produto Interno Bruto (PIB) do setor agropecuário cresceu 1,95% nos oito primeiros meses de 2014, na comparação com o acumulado de janeiro a agosto do ano passado. Em agosto, a alta foi de 0,03% ante o memso período do ano de 2013. O resultado compreende os segmentos de insumos, primário, indústria e distribuição e foi divulgado nesta segunda-feira, 24, pela Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), em parceria com o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), da Esalq/USP. Considerando apenas o setor primário, o crescimento foi de 0,13% em agosto e de 4,37% no acumulado do ano, em comparação aos mesmos períodos de 2013. O resultado foi impulsionado pela pecuária, que cresceu 0,84% em agosto e acumulou alta de 6,36% neste ano, na mesma base de comparação. Conforme o levantamento, a pecuária leiteira deve apresentar o maior crescimento no faturamento anual do segmento, de 17,13%. O desempenho é resultado de um cenário de elevação dos preços e crescimento do volume produzido. Um dos destaques é o expressivo aumento da produção de leite nas regiões Sul e Nordeste em função das condições climáticas favoráveis, além do período de safra no Sul e do resultado dos investimentos realizados ao longo do ano. O PIB da bovinocultura de corte registrou crescimento de 14,66% no acumulado do ano, resultado da elevação de 14,58% dos preços da arroba do boi gordo no período. A avicultura de corte é a única atividade deste segmento a registrar queda no faturamento até agosto de 2014. O recuo de 2,83% reflete a redução do preço do frango vivo. O PIB do segmento primário agrícola caiu 0,44% em agosto, mas seguiu em alta no acumulado dos oito primeiros meses do ano, com crescimento de 2,79%. O desempenho mensal reflete a queda nas estimativas de produção, associadas ao recuo dos preços previsto para o ano.

Banner CHR Hansen 2020

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here