CPT - Centro de Produções Técnicas

Denominado "Projeto + Leite 2018", parceria da Emater com o Banco da Amazônia, Sicoob, Leite Fresquinho e pecuaristas de Minas Gerais e Rondônia vai dar novo impulso à indústria de laticínios em Porto Velho. Desenhado a muitas mãos, o Projeto visa à venda de matrizes leiteiras de alta lactação para propriedades rurais assistidas pela Emater para o estabelecimento de pastagem de alta produção e foco na qualidade do leite. Receptoras da raça Nelore, abundantes em Rondônia, vem sendo usadas para gestação de embriões da raça Girolando oriundos de Minas Gerais, produzidos pela empresa de genética Cennate Embriões. Tradicionais fazendas leiteiras de Minas Gerais, como Fazendas do Basa, Calciolandia Jaguara e Leitegir participam do Projeto, fornecendo material genético de altíssimo padrão. Acordo entre pecuaristas firmado durante o "Dia de Campo Don Enrique", realizado no mês de agosto, prevê a produção de 1100 prenhezes somente este ano, para entrega de novilhas prenhes já em 2017. O Projeto já conta com 140 prenhezes na Fazenda Mata Rica, em Candeias. Hoje, mais 150 novilhas nelore estão sendo trabalhadas pela equipe do Cennate na fazenda Rio Novo, também em Candeias. A meta é produzir 10.000 vacas de leite na região de Porto Velho até 2018, elevando o município à condição de maior produtor de leite do Estado.

Banner CHR Hansen 2020

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here