CPT - Centro de Produções Técnicas

A Pesquisa Pecuária Municipal (PPM), elaborada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), apontou que Minas Gerais, ao longo de 2014, se manteve como líder na produção nacional de leite, respondendo por 26,6% do volume captado no Brasil. O Estado também se destaca como primeiro em rebanho leiteiro e de equídeos. Em 2014, a produção de leite no Estado somou 9,367 bilhões de litros, volume 0,63% superior ao registrado em 2013. Entre os 20 maiores municípios produtores do País, 11 estão em Minas Gerais: Patos de Minas, Patrocínio, Coromandel, todos no Alto Paranaíba, seguidos por Ibiá, no Norte, Unaí (no Noroeste), Pompéu e Curvelo, na região Central, Prata, Monte Alegre de Minas e Uberlândia, no Triângulo, e Passos, no Sul de Minas. No período, a produtividade média em Minas Gerais aumentou 1,4% passando de 1.591 litros para 1.613 litros por vaca ao ano. No Brasil, o aumento da produtividade foi em torno de 2,2%, puxada pelos estados da região Sul. Apesar disso, a média mineira continua maior que a nacional (1.525 litros por vaca ao ano). O valor da produção de leite no Estado aumentou apenas 0,7%, em decorrência do acréscimo na produção, com o litro de leite avaliado, em média, a R$ 0,99. Minas Gerais se destaca também com o maior rebanho leiteiro, composto por 5,8 milhões de vacas em ordenha e respondendo por 25,19% do rebanho de leite do País. Em relação a 2013, o número de animais recuou 0,72%. O Estado possui o segundo rebanho bovino do Brasil, com 23,707 milhões de cabeças, número 2,4% inferior ao de 2013 e atrás do Mato Grosso. Os pesquisadores do IBGE ressaltam que apesar da segunda colocação do Estado, nenhum município mineiro figura entre os 20 maiores produtores, em virtude da predominância da pecuária extensiva e da área reduzida dos municípios mineiros em comparação com a de outros estados. Os municípios mineiros com maior rebanho bovino são Prata, Unaí e Campina Verde (Triângulo) ocupando respectivamente a 64ª, 77ª e 80ª posições. A pecuária extensiva mineira é característica também no rebanho equino (criação de cavalos, éguas, potros e potrancas), por esse motivo, apenas Governador Valadares (19º), no Rio Doce, está entre os 20 maiores rebanhos. Ocupando o primeiro lugar no número de eqüinos, com um rebanho composto por 763,7 mil cabeças, o Estado apresentou acréscimo de 0,7% e respondeu por 14% do número de animais no País.

Banner CHR Hansen 2020

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here