CPT - Centro de Produções Técnicas

Uma das melhores maneiras de conhecer a cultura e os hábitos de um país diferente é explorar sua diversidade de alimentos locais. Para isso, mercados gastronômicos e comidas vendidas nas ruas são perfeitos, e podem render ótimas experiências. Na Bélgica, por exemplo, uma das mais procuradas é o chocolate, tradicionalmente produzido no destino europeu desde o século 16. Também na Europa, a França é um país com grande diversidade em sua culinária típica. Uma viagem às terras de Napoleão não está completa sem experimentar comidas famosas, como croissants e baguetes – que são completamente diferentes dos fabricados no Brasil -, e os doces pain au chocolat, crème brûlée e éclair, algumas das sobremesas europeias mais famosas do mundo. Entre os alimentos mais clássicos da França está o queijo. O país tem a maior variedade do laticínio no mundo, com mais de mil tipos. Por isso, surgiu o famoso ditado popular do país, que afirma haver um queijo diferente para cada dia do ano. Sua capital, além de ter lojas que vendem ótimos croissants, conta com queijarias que oferecem múltiplos tipos do produto derivado do leite. Durante um passeio pelos pontos turísticos de Paris é possível encontrar diversas fromageries ao longo do caminho. A Barthélemy, por exemplo, está localizada perto do Musée d’Orsay, e a Marie-Anne Cantin fica a apenas algumas ruas do Champs de Mars, lugar da icônica Torre Eiffel. Para experimentar os melhores queijos da cidade, a Laurent Dubois é ideal. O estabelecimento já recebeu o prestigiado prêmio Meilleur Ouvrier de France e é uma das preferidas dos moradores da capital francesa, com longas filas na calçada durante os finais de semana. Conheça, abaixo, as melhores queijarias de Paris: Barthélemy – Propriedade de Nicole Barthélemy, ex-esposa do famoso fabricante de queijos Roland Barthélemy, a pequena loja conta com as melhores espécies do laticínio para preencher suas prateleiras. Apesar de seu tamanho, a queijaria é uma das mais famosas de Paris, e está localizada próximo ao Musée d’Orsay. Entre uma variedade de mais de 200 tipos, é possível encontrar Saint-Nectaires, Reblochons, Camemberts e Bries. Laurent Dubois – Batizada em homenagem ao seu dono, a loja, inaugurada em 1996, já recebeu o prestigiado prêmio de artesanato Meilleur Ouvrier de France. A queijaria conta com três unidades em Paris e é uma das preferidas dos moradores da capital francesa. Durante os fins de semana, seus clientes fazem longas filas na calçada dos estabelecimentos para comprar os queijos de sabores únicos, como Roquefort, Gorgonzola e os feitos à base de leite de cabra. Site oficial: www.fromageslaurentdubois.fr Chez Virginie – No histórico e boêmio bairro de Montmartre, a queijaria é administrada por Virginie Boularouah desde 1995. A loja com decoração vintage é preenchida por centenas de queijos, que são feitos com leite cru por artesãos e fazendeiros. Além de vender o laticínio, o estabelecimento promove sessões de degustação de queijos e vinhos às quintas e sextas-feiras, na hora do almoço. Nessas ocasiões, é possível aprender sobre o processo de fabricação, descobrir diferentes famílias, reconhecer especialidades de acordo com regiões e identificar diferentes gostos do aperitivo. Site oficial: www.chezvirginie.com Androuët – Essa é uma das queijarias mais antigas da França, estabelecida em Paris no ano de 1909. Seu dono, Henri Androuët, abriu a loja com o objetivo de disponibilizar, em um único local, queijos de todas as regiões do país para os moradores da capital. A Androuët tem nove unidades na cidade, cinco no Reino Unido e três na Suécia. O estabelecimento oferece serviços personalizados para eventos, tábuas temáticas e tipos famosos do laticínio de vários lugares do mundo. Site oficial: www.androuet.com La Ferme Saint-Aubin – Bem no meio do rio Sena, na Ilha Saint-Louis, a loja vende diversos tipos de queijos, vinhos e até carnes. Entre os laticínios, é possível encontrar uma grande seleção dos clássicos franceses e produtos originais, como o feito com leite de ovelha com um toque de piment d’espelette (um tipo de pimenta) e o brie com trufas. Site oficial: www.fromagerie-ferme-st-aubin.fr Alléosse – Em uma das localizações mais privilegiadas de Paris, próximo ao Arco do Triunfo, fica a discreta queijaria de Philippe Alléosse. Vindo de uma família de pessoas especializadas em queijo, o dono vende uma grande variedade do laticínio, feito com o leite de vacas, cabras e ovelhas. A larga seleção de nomes com cores, texturas, sabores e formatos diferentes pode intimidar os visitantes menos familiarizados, mas vale a pena experimentar um Chabichou, um Pouligny-Saint-Pierre ou Selles-sur Cher. Site oficial: www.fromage-alleosse.com La Fermette – Com um extenso balcão refrigerado logo na frente, a queijaria é um dos diversos estabelecimentos especializados em comida na rua Montorgueil. Seu interior conta com queijos envelhecidos que ficam expostos sem refrigeração, como o Comté de mais de dois anos. O balcão interno é abarrotado com o laticínio, e suas prateleiras são repletas de vinhos, compotas e mais queijos. Fromagerie Beaufils – Com uma grande fachada verde, a queijaria oferece uma bela variedade de produtos. Suas prateleiras refrigeradas têm todos os clássicos queijos franceses, como Brie, Morbier, Beaufort e Roquefort, Camembert e Brillat Savarin, e também variedades de outros lugares, como Reino Unido, Suíça, Itália, Alemanha, Estados Unidos e Espanha. Além disso, a loja conta com diferentes tipos de vinhos e cervejas para acompanhar a degustação do laticínio. Site oficial: www.fromagerie-beaufils.com romagerie Goncourt – Inaugurada recentemente, em 2013, a queijaria tem uma decoração bem moderna e convidativa. A loja é o resultado de uma viagem de bicicleta de seu dono, Clément Brossault, que passou dois meses passeando pela França para conhecer queijos típicos das regiões do país. O estabelecimento conta com mais de 30 tipos do laticínio, e boa parte deles é feita com leite cru. Marie-Anne Cantin – A apenas algumas ruas do Champs de Mars, onde fica a icônica Torre Eiffel, a loja, que leva o nome de sua dona, funciona desde 1950. A queijaria, de decoração clássica e refinada, tem seus produtos expostos de maneira organizada com placas de identificação. O estabelecimento conta com funcionários de prontidão para ajudar seus clientes a escolherem o queijo mais adequado para seu paladar. Marie-Anne Cantin também oferece sessões de degustação, acompanhada de seu marido Anthony Dias. Site oficial: www.cantin.fr

Banner CHR Hansen 2020

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here