CPT - Centro de Produções Técnicas

Com a finalidade de incentivar a pecuária leiteira no município de Parauapebas, no sudeste paraense, o escritório local da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Pará (Emater) elaborou projetos para viabilizar a liberação de recursos do Programa Nacional de Fortalecimento à Agricultura Familiar (Pronaf), na Linha Mais Alimentos, por meio do Banco da Amazônia. Dois produtores, José Pires Martins, da Colônia Paulo Fonteles, e Maria de Fátima Carvalho Lopes, do Projeto de Assentamento Rio Branco, atendidos pela Emater, já receberam recursos, que totalizam R$ 120 mil. “O investimento está destinado à aquisição de matrizes e reprodutores, com melhoramento genético do rebanho, máquinas e melhoria de infraestrutura, como construção de cercas. A expectativa é aumentar em aproximadamente 50% a produção, em um prazo de dois anos”, explicou Raimundo Pereira de Sá Júnior, engenheiro agrônomo da Emater. Pelo Pronaf Mais Alimentos os beneficiários têm prazo de carência de três anos, e mais sete anos para quitação da dívida. “Outras duas famílias deverão ser contempladas até o final deste mês, com recursos que totalizam R$ 100 mil”, ressaltou Raimundo Júnior. A produção de leite é comercializada para um laticínio local. Em Parauapebas, a Emater atende a 400 famílias, que têm como atividade principal a pecuária leiteira, seguida da fruticultura, com destaque para o cultivo de açaí, maracujá e cupuaçu.

Banner CHR Hansen 2020

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here