CPT - Centro de Produções Técnicas

A fábrica da Nestlé em Araras (SP) tem apostado em economia e sustentabilidade. A empresa decidiu utilizar biomassa vinda da borra do café para gerar energia e tem economizado 25% do total utilizado nas suas instalações, inclusive energia elétrica. Cerca de 97% do pó que fica no coador após preparo da bebida é prensado para reduzir umidade e depois é armazenado em um silo, onde é misturado a cavacos de madeira. Depois essa mistura é queimado em uma caldeira, gerando assim vapor que alimenta as principais áreas da fábrica. O resto passa por um processo de compostagem e se transforma em fertilizante orgânico. Outras empresas já reciclam biomassa na obtenção de energia, mas de acordo com a Prof. Dra. Suani Coelho, do Centro Nacional de Referência em Biomassa da USP, é a primeira vez no Brasil que utilizam a borra de café. Em usinas de açúcar, por exemplo, o bagaço da cana gera energia para toda a instalação e o excedente pode até ser fornecido para fora. É possível extrair energia de resíduos como madeira nas serrarias e plantas de celulose, casca de coco, casca de arroz, entre outros. Ainda de acordo com a especialista, além da economia na rede elétrica, a eficiência energética desse material reforça a importância de utilizar esses materiais para esse propósito, ao invés de descartá-los.

Banner CHR Hansen 2020

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here