CPT - Centro de Produções Técnicas

Com inauguração prevista para a próxima quinta-feira (17), a Nestlé Brasil solicitou licença de operação (LO) à Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad) para o início oficial da produção de cápsulas de café e bebidas lácteas na nova planta de Montes Claros, no Norte de Minas, a primeira fábrica desse tipo da empresa fora da Europa. Os investimentos na unidade estão estimados em R$ 186 milhões. A Semad já emitiu parecer favorável à concessão da licença, que será julgada exatamente um dia após a inauguração oficial da plataforma. A Nestlé informou anteriormente que a nova unidade contará com tecnologia exclusiva para a produção de cápsulas de bebidas, possibilitando um importante avanço para o mercado brasileiro de café. Na planta serão realizadas atividades relacionadas à torrefação e moagem dos grãos e envase de bebidas lácteas e achocolatadas. Conforme já divulgado e como consta também no relatório do órgão ambiental, a planta terá capacidade para produzir 24 toneladas de café por dia e 17 toneladas diárias de bebidas lácteas. A previsão é que sejam contratados 120 funcionários, que se revezarão em três turnos de oito horas cada. Anteriormente, a Nestlé afirmou à própria Semad que a nova unidade tinha como objetivo garantir o abastecimento dos mercados interno e externo, além de contribuir para o desenvolvimento regional. Conforme a empresa, o Estado é um dos principais exportadores globais do café utilizado pela multinacional do ramo de alimentação. Basicamente, a nova plataforma será dividida em dois setores: o de torrefação de café, composto por área de recebimento de matéria-prima, silos de armazenamento e sistemas de pesagem, limpeza e torrefação; e o de envase de produtos, que envolve as máquinas de encapsulamento e equipamentos de acomodação das cápsulas. Compartilhamento – O empreendimento também compartilhará instalações da fábrica do grupo já existente no município, que produz o Leite Moça. Entre essas estruturas estão poços de captação da água subterrânea, subestação e geradores de energia elétrica, além de escritório, refeitório, portaria e estacionamento. A viabilidade do compartilhamento dessas instalações só foi possível porque a nova unidade, que ocupa um terreno de 9 mil metros quadrados, segundo informações da Semad, foi erguida em terreno anexo à outra planta. A nova plataforma já tem autorização provisória para funcionamento tanto para a atividade de torrefação quanto para o envase. Atualmente, a companhia possui 30 fábricas no Brasil, cinco delas em Minas. As unidades mineiras estão instaladas em Ibiá (Alto Paranaíba); Montes Claros, onde é fabricado o Leite Moça; Teófilo Otoni (Vale do Mucuri); São Lourenço (Sul de Minas), voltada para o engarrafamento de água mineral; e Ituiutaba (Triângulo). A Nestlé foi procurada pela reportagem, mas até o fechamento desta edição não havia se pronunciado.

Banner CHR Hansen 2020

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here