CPT - Centro de Produções Técnicas

A borra de café sempre inspirou a criatividade humana. Popularmente, já foi usada para espantar formigas, eliminar odores de geladeiras e adubar plantas. Em Araras (SP), na fábrica da Nestlé, esse material orgânico ganhou uma nova utilidade: é reaproveitado como biomassa para geração de vapor que impulsionará a linha de produção. Atualmente, 25% da energia consumida na fábrica é oriunda desse processo. Segundo a empresa, a medida também evita a emissão de 20,6 mil toneladas por ano de dióxido de carbono (CO2) na atmosfera. A unidade em Araras é responsável pela produção do café solúvel da marca. A ideia desse tipo de matriz energética sustentável foi criada na Suíça e já é utilizada pela multinacional na maioria das fábricas espalhadas pelo mundo. De toda borra produzida com a fabricação do café solúvel, 97% são destinadas à geração de vapor. O material é prensado para redução da umidade e, posteriormente, armazenado em um silo. Nele, são misturados cavacos de madeira (lascas, gravetos e pequenos pedaços). Em seContent o

Banner CHR Hansen 2020

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here