CPT - Centro de Produções Técnicas

O investimento global realizado pela Nestlé na sua operação em Portugal foi de 17,2 milhões de euros em 2015, dos quais 8,1 milhões de euros na "melhoria das três fábricas, a de papas e cereais de pequeno-almoço em Avanca, a do Porto, de torrefação de cafés, e a dos Açores, de leite em pó", disse o novo diretor-geral da Nestlé Portugal num encontro com jornalistas, em Lisboa, onde abordou temas como a estratégia e o desempenho da companhia que está há 93 anos no país. PUB Na fábrica de Avanca, os investimentos efetuados ascenderam a seis milhões de euros, sendo que esta unidade produz anualmente 35.000 toneladas de produtos, das quais 47% se destinam ao estrangeiro. O investimento de cerca de 476.000 euros realizado na fábrica do Porto direcionou-se para equipamento destinado a aumentos de eficácia nas linhas de produção, segurança ambiente e conforto dos trabalhadores. Esta fábrica produz anualmente 12 mil toneladas de café, seus sucedâneos e açúcar, sendo que 21% da sua produção vai para os mercados externos. Nos Açores, a fábrica de Lagoa recebeu um investimento de 1,6 milhões de euros. Esta unidade fabril seca mais de 73 milhões de toneladas de leite anualmente e produz 9,5 toneladas de leite em pó e manteiga. Do total da sua produção, 25% é exportado para as "sociedades aliadas" e produz leite para as máquinas automáticas e outros tipos de leite em pó para incorporação em farinhas lácteas (Cerelac) e chocolates. Os restantes 9,1 milhões de euros foram investidos na melhoria do parque informático, na frota de carrinhas e na manutenção de edifícios. Uma das áreas de negócio que mais cresceu foi a da nutrição clínica, na casa dos dois dígitos. "Esta área de negócio constitui uma das apostas estratégicas da Nestlé em Portugal para os próximos anos", disse o gestor, lembrando que procura responder às necessidades do público-alvo sénior (maiores de 65 anos)". "Esperamos crescer mais de 20% no próximo ano", disse Jordi Llach, pois é "uma área de negócio de futuro", salientou. Nos próximos anos, a Nestlé Portugal vai continuar a apostar em duas categorias estratégicas, cafés e cereais. "Temos [ainda] espaço para crescer no negócio da nutrição infantil [devido à obesidade infantil]", salientou o gestor, realçando que nos cereais têm reduzido o açúcar e "introduzido produtos sem glúten". A subsidiária da Nestlé em Portugal apostou também em lançar o novo laboratório na fábrica da Lagoa, equipado com nova tecnologia e onde faz todas as análises do grupo.

Banner CHR Hansen 2020

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here