CPT - Centro de Produções Técnicas

O empresário Marcus Elias, sócio da Laep Investiments, teve negado pela Justiça um recurso em que pedia a liberação de seus bens, bloqueados por conta de ação conjunta entre Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e Ministério Público Federal (MPF) em março de 2013. O empresário é alvo de processo na autarquia e também no MPF por conta de uma série de operações realizadas pela Laep, que foi investidora da LBR e Daslu, que geraram suspeitas de fraude e desvios de recursos. Na ação, os advogados de Elias argumentaram que no processo não foram apontadas irregularidades das quais ele tenha participado e que "tudo não passa de execrável perseguição" a ele. Também questionaram o poder da CVM sobre o assunto, uma vez que a sede da Laep estava nas Bermudas, na América Central. No entendimento da Justiça, a decisão de bloquear os bens está "embasada em sólidos fundamentos". Segundo a decisão, é indubitável que a Laep operou negócios no Brasil, sob supervisão e fiscalização da CVM, de sorte que se torna "falacioso o argumento da extraterritorialidade".

Banner CHR Hansen 2020

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here