CPT - Centro de Produções Técnicas

As mudanças frequentes no comando do Ministério da Agricultura,Pecuária e Abastecimento (Mapa) prejudicaram as relações comerciais com a Rússia. O chefe do serviço fitossanitário da Rússia (Rosselkhoznadzor), Serei Dankvert informou que as mudanças no Mapa inviabilizam a criação e promoção de programas bilatareais de longo prazo. A situação foi repassada ao atual ministro do Mapa, Neri Geller, conforme consta no site do Rosselkhoznadzor. Desde 2011, quando teve início o governo da presidente Dilma Rousseff, foram quatro alterações no alto escalão do Ministério da Agricultura. Wagner Rossi deu lugar a Antonio Andrade, que por sua vez passou o cargo de ministro para Mendes Ribeiro. Geller foi o último empossado, em março deste ano. Mesmo assim, a Rússia expressou profunda satisfação com o desenvolvimento e aprofundamento das relações com o Brasil. Durante a reunião agendanda pelos representantes brasileiros ao país russo, foi tratado o fornecimento de carne suína brasileira para as empresas russas. Mas a Rússia quer garantias no monitoramento dos produtos quanto a não utilização do estimulante ractopamina. Além disso, disse que o aumento do preço da carne suína produzida no Brasil implicou na procura das indústrias da Russia pelo produto proveniente de outros países. Dankvert também destacou o interesse do mercado russo na diversificação de produtos brasileiros. Em particular, as empresas russas estão interessadas na importação de leite em pó do Brasil, manteiga e queijo, bem como peixes e mariscos.

Banner CHR Hansen 2020

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here