CPT - Centro de Produções Técnicas

A Cooperativa Agrária e de Cafeicultores da Região de Tupi Paulista (Cacretupi) pretende investir R$ 25 milhões na instalação de um laticínio de leite em Três Lagoas. Ao Jornal do Povo, o diretor comercial da cooperativa,Odacir Cabrini, disse que, além da pasteurização do leite, a unidade vai trabalhar com produção de derivados, como requeijão, queijo mozarela, bebidas lácteas, manteiga ecom produção e embalagem de leite longa vida. A Cacretupi já possui uma unidade em Tupi Paulista (SP) e os produtos fabricados pela cooperativa levam a marca “Brancão”, que são fornecidos em toda região. A empresa pretende instalar uma filial da unidade em Três Lagoas. O diretor comercial da cooperativa informou que a unidade deverá ser instalada em etapas, sendo a última para a produção do leite longa vida. O projeto de Três Lagoas prevê gerar 100 empregos diretos e 300 indiretos. Segundo Cabrini, antes de decidir pela instalação da unidade em Mato Grosso do Sul, a cooperativa fez um levantamento na região, constatando que é viável a implantação do projeto no Estado. De acordo com o diretor, a unidade pode ser instalada em Três Lagoas, assim como em outra cidade da região. Ele adiantou que as tratativas já estariam bem adiantadas com Brasilândia, por exemplo, onde a prefeitura já teria até disponibilizado um terreno. No entanto, o diretor considera Três Lagoas o município ideal, já que possui uma localização estratégica, embora não descarte a possibilidade de instalar a unidade em outra cidade, caso não consiga os incentivos necessários em Três Lagoas. Na última sexta-feira, inclusive, representantes da cooperativa reuniram-se dos com o deputado estadual Eduardo Rocha e com o vereador Tonhão, solicitando apoio para a instalação da unidade no município. Cabrini adiantou que a empresa espera a doação de uma área, entre outros incentivos que o município normalmente oferece para atrair indústrias. Embora conte com uma boa produção leiteira, Três Lagoas e região, não tem um laticínio de leite.Dentro do Estado, o laticínio mais próximo a Três Lagoas era o de Aparecida do Taboado que no ano passado encerrou suas atividades depois de quase cinquenta anos. Segundo Cabrini, a produção da cidade e região é de 90 mil litros de leite por dia. “A nossa intenção é captar o leite em uma distância de até 400 quilômetros de Três Lagoas”, adiantou.

Banner CHR Hansen 2020

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here