CPT - Centro de Produções Técnicas

Rio Verde de Mato Grosso (MS) que já produziu cerca de 30 mil litros de leite por dia, após a diversificação de culturas e início da agricultura diminuiu sua produção láctea em 50%. Mas de acordo com o presidente do Sindicato Rural do município, Niuto Pereira Souza, o cenário é de recuperação, estimulado pelo grande número de qualificação de mão de obra. A afirmação faz referência às capacitações gratuitas oferecidas pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar/MS – Sistema Famasul), que certificou em Rio Verde do MT cerca de 200 pessoas nesta segunda-feira (19). Para Souza, qualificados, os produtores passam a produzir mais em menos tempo. “Além de desenvolvermos em outros setores da agropecuária, as capacitações dão qualidade e têm aumentado gradativamente o volume de leite produzido, a ponto de atendermos o laticínio local e de outras regiões”, destacou o presidente do Sindicato Rural de Rio Verde de MT. Por meio do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), o Senar/MS certificou 22 alunos da Escola Estadual Thomaz Barboza Rangel, no curso de bovinocultura de leite. Segundo o superintendente do Senar/MS, Rogério Beretta, os projetos para Rio Verde de MT sobressaem às capacitações. “Além de informar, vamos contribuir com consultorias técnicas que implantarão tecnologias nas propriedades rurais. Inicialmente, um profissional do Senar atenderá 24 propriedades, com o objetivo de aumentar o potencial leiteiro do município”, revelou Beretta durante as certificações. O crescimento da área dedicada à produção de soja de 4 mil para 15 mil hectares nos últimos seis anos, junto com a demanda estimulada pela pecuária de corte, dividiram os 200 alunos capacitados em cursos voltados para a classificação de grãos, inseminação artificial, aplicação de medicamentos em bovinos e criação de ovinos, qualificações voltadas para Formação Profissional Rural (FPR) e Promoção Social (PS). Certificado pelo Senar, o estudante de ensino médio, Mateus Lopes de Souza, optou pelo curso de bovinocultor de leite para contribuir com a produção do seu tio. “Aprendi com o curso e hoje repasso as informações na propriedade do meu tio, onde trabalho há um ano. Pude conhecer a ordenha mecânica, identificar doença e aprimorar o que já sabia. Certamente no futuro devo cursar alguma faculdade voltada para o setor agropecuário”, disse o estudante estimulado pela capacitação. Já o trabalhador rural Evilácio Faustino de Godoy, destacou sua valorização diante o mercado após o curso de aplicação de medicamentos em bovinos. “Desde pequeno presto esse tipo de serviço, mas o mercado exige capacitação e valoriza quem se mantém atualizado”, finalizou. Além do superintendente do Senar/MS e do presidente do Sindicato Rural, participaram da solenidade de entrega dos certificados o vice-presidente da Federação da Agricultura e Pecuária de MS (Sistema Famasul), Nilton Pickler, o prefeito de Rio Verde de MT, Mario Alberto Kruger, o diretor da Escola Estadual Thomaz Barboza Rangel, Nilcel Peixoto e o presidente da câmara de vereadores do município, Mário Marquezan.

Banner CHR Hansen 2020

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here