CPT - Centro de Produções Técnicas

O município de Serro, na região Central do Estado, ficará sem um tradicional evento neste ano. A prefeitura da cidade cancelou a ‘Festa do Queijo do Serro’, que seria realizada na 30ª edição no fim de setembro. Segundo o secretário de Cultura e Turismo da cidade, Pedro Farnesi, a justificativa para o cancelamento é a gradual redução do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), que vem ocorrendo desde o mês de maio. “Cada dia mais, o Governo Federal vem transferindo manutenção de serviços que seriam de responsabilidade deles, sobrecarregando o caixa da prefeitura”, disse. De acordo com Farnesi, o cancelamento teve de ser feito porque a verba em caixa é insuficiente. O dinheiro será usado para quitar de dívidas, pagamento de folha de funcionários e manutenção de serviços básicos. “O evento não se paga sozinho. A prefeitura também tem que ajudar e não temos como fazer isso agora”, destacou. Segundo o prefeito de Serro, Epaminondas Miranda, a não realização da festa este ano foi inevitável. "Minha maior preocupação é o andamento das obras e crescimento da cidade. O evento é tradicional, sentimos muito, mas temos que olhar a cidade como um todo", afirmou. O Fundo de Participação dos Municípios é um recurso repassado pelo Ministério da Fazenda aos Governos Estaduais, que repassam para as cidades. A reportagem do jornal Hoje em Dia entrou em contato com o órgão federal, mas ainda não obteve retorno sobre a redução da verba no Serro. <b>Tradição</b> De acordo com o presidente da Cooperativa dos Produtores Rurais do Serro (Cooperserro), Carlos Dumont, o cancelamento não vai impactar financeiramente os produtores. No entanto, ele lamenta a não realização porque o evento é uma tradição da cidade e ajuda a reafirmar a motivação de quem produz os queijos. “A festa tem como um dos objetivos incentivar a manutenção desses produtores na cidade e ajudar a divulgar ainda mais esse nosso produto”, destacou. Fonte de renda A produção de queijo é uma das principais atividades não apenas do Serro, como também de outros 10 municípios do entorno. Recentemente o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) realizou um estudo na região com o objetivo de levantar dados sobre os produtores e sobre a produção do queijo. De acordo com o analista de Agronegócio do Sebrae Minas, Ricardo Boscaro, aproximadamente 750 produtores atuam na região, sendo 117 só na cidade do Serro. “Boa parte deles tem a produção do queijo como única fonte de renda”, destaca. Segundo Boscaro, a produção diária da região é de 10 mil queijos, sendo que o Serro é a cidade que mais produz entre os onze municípios, com 2100 unidades por dia, um total de 21% da produção.

Banner CHR Hansen 2020

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here