CPT - Centro de Produções Técnicas

Exatamente um ano após o início da Operação Leite Compensado foi desencadeada nesta quinta-feira (8) mais uma etapa de investigação conjunta entre o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e o Ministério Público Estadual do Rio Grande do Sul (MP-RS), com o objetivo de coibir a prática de fraudes que disfarça a má qualidade do leite cru e prejudicam as características e valor nutricional do leite e seus derivados. As empresas envolvidas foram investigadas por meio de escutas telefônicas realizadas pelo MP do estado e pela coleta de amostras de leite cru refrigerado e de leite UHT (longa vida), realizada pelos servidores do Serviço de Inspeção Federal (SIF) da Superintendência Federal do Estado. Os estabelecimentos estão submetidos ao Regime Especial de Fiscalização (REF), estando suspensa a expedição de todos os produtos lácteos fabricados a partir de hoje por estas empresas. Os produtos em estoque estão sendo coletados pela Inspeção Federal (IF) para análise laboratorial. Estão envolvidas nessa fase da operação as empresas de laticínios Holmann Laticínios Indústria e Comércio (SIF 1949), localizada no município de Imigrante e Inovari Beneficiadora de Alimentos Eireli (SIF 1035), em Paverama. Além destas, 11 empresas transportadoras de leite também estão relacionadas à fraude. As informações sobre a quantidade de produtos apreendidos e o número de amostras coletadas serão divulgadas posteriormente. O sucesso destas investigações é decorrente da parceria entre os órgãos governamentais que permitem ações articuladas no intuito de resguardar a saúde do consumidor e proteger os interesses da sociedade brasileira. O Mapa fiscaliza constantemente todos os estabelecimentos registrados junto ao SIF, coletando amostras diretamente nas indústrias e verificando a conformidade dos procedimentos de fabricação dos produtos.

Banner CHR Hansen 2020

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here