CPT - Centro de Produções Técnicas

O litro do leite integral nos supermercados (caixinha) é visto em média a R$ 2,89 nos supermercados desde o final de novembro. A volta do período das águas tem favorecido a pecuária leiteira. Ao se comparar com o litro pago pelo consumidor em outubro é possível constatar uma queda média de 6,16%, ante o décimo mês do ano quando o litro do leite era visto a R$ 3,09 em média. Na promoção é possível encontrar queijo muçarela a partir de R$ 24,90 em grandes supermercados. Em outubro os preços já apresentavam retração frente a setembro. O litro do leite integral de caixinha já havia apresentado recuo de 0,96%, segundo o Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea) em seu Boletim Mensal do Leite. Segundo levantamento do Instituto, em outubro foram captados em média 1,5 milhão de litros/dia de leite em Mato Grosso. “Outubro é caracterizado como o início da safra leiteira, isso em resposta à melhora na produção de forragem. Os colmos secos dão lugar às folhas verdes, que fornecem para as vacas em lactação os nutrientes necessários para produzir o leite. Em função disso, registrou-se um aumento de 16,15% no volume de captação dos laticínios no Estado, com destaque para a região oeste, que contribuiu com 42% da produção total do mês. O aumento na oferta do leite tem superado a demanda, porque o consumo de lácteos decresceu, o que resulta em menor remuneração ao produtor. Este cenário de baixa é descrito em todo o Brasil, desencadeado pelo atual contexto econômico que o país atravessa”, explica o Imea em seu boletim do leite. Em outubro o queijo muçarela apresentou recuo de 5,78% no preço ante setembro, enquanto o provolone 20,02% de queda. O preço médio do leite e seus derivados que constam no Boletim Mensal do Leite do Imea referem-se ao mês de outubro, porém em novembro quedas eram visíveis também.

Banner CHR Hansen 2020

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here