CPT - Centro de Produções Técnicas

Um funcionário demitido por dia – essa é a média do balanço do mês de outubro do setor da Indústria de Alimentação de Catanduva e região. No mês passado, 49 postos de trabalho foram fechados. De janeiro a outubro, 692 contratos de trabalho foram rescindidos, uma média de 69 por mês. A informação é do Sindicato da Alimentação de Catanduva e região (Sinal), com base nas homologações realizadas pelo próprio Sindicato. Ainda de acordo com o setor, a quantidade pode ser ainda maior, já que aqueles com menos de um ano de contrato de trabalho realizam as homologações na própria empresa. A maior fatia das demissões está concentrada nas Usinas de Açúcar. Elas foram as responsáveis pela maioria de demissões no setor. No mês passado, em plena safra, foram desligados 24 funcionários desse segmento. O setor de laticínios ocupa o segundo lugar no ranking dos que mais demitiram em outubro, com nove desligamentos de trabalhadores. Na sequência está o setor das panificadoras e confeitarias, com cinco demissões. As indústrias de massas alimentícias fecharam quatro postos de trabalho. O setor do suco concentrado e água mineral demitiu dois funcionários. E o de bebidas, café solúvel e frigorífico, um desligamento. <b>Usinas lideram no ano</b> Neste ano, 323 postos de trabalho com carteira assinada foram fechados só pelas Usinas de Açúcar. O setor de Suco Concentrado demitiu 110 funcionários de janeiro a outubro. O de massas alimentícias fechou 99 postos de trabalho. O de panificação e confeitaria demitiu 62. Já o de laticínios desligou 33 funcionários. O de café solúvel demitiu 24 trabalhadores. O setor de doces demitiu 16, seguido do de frigoríficos (13), água mineral (9) e bebidas (3). Dados da Federação da Indústria do Estado de São Paulo (Fiesp), apontam que o setor de indústria do estado, deve fechar até o final deste ano 250 mil postos de trabalho, atingindo assim, o pior registro da história. Até o ano passado, 2009 havia tido o pior registro com relação a geração de empregos. Na época foram demitidos 110 mil vagas. Até setembro, a queda de empregos no setor da indústria do país todo, chegou a 7,4%. Em doze meses (de setembro de 2014 até setembro de 2015), houve a demissão de 1,239 milhão de postos de trabalhos formais, 961 só na indústria, conforme apontam informações do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Banner CHR Hansen 2020

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here