CPT - Centro de Produções Técnicas

O leite é um dos mais completos alimentos naturais, que se obtém a partir da ordenha de uma fêmea mamífera após o parto. Os animais mais usados mundialmente para a obtenção de leite são vaca, ovelha, cabra e búfala. É um alimento que requer muitos cuidados para sua conservação, uma vez que organismos presentes no ambiente podem contaminá-lo, deteriorando-o em poucas horas. Portanto, a qualidade do leite e seus derivados está diretamente relacionada com o cuidado e o manuseio do produto, desde o rebanho até a sua chegada ao consumidor final. Produção Mão-de-obra: A mão-de-obra utilizada na produção do leite apresenta alto índice de informalidade e de baixa qualificação. É representada por profissionais que moram na própria fazenda nas proximidades. Atuam tanto na ordenha como no trato do gado. Na maior parte das fazendas, a ordenha é manual: os retireiros sentam-se em um banquinho ao lado do animal e, com o amparo de um balde, em geral de alumínio, ordenham a vaca com as próprias mãos, muitas vezes sem a higiene devida e sem a proteção de luvas. Rebanho: Para o cuidado e manejo adequados do rebanho, três fatores são fundamentais: alimentação, saúde e reprodução. Alimentação: há no Brasil a predominância da alimentação à base de pastagem. Apenas uma pequena parcela é criada em sistemas de confinamento (processo de engorda em estábulo), principalmente no período de entressafra (inverno), quando os pastos se tornam secos e escassos. Para esses animais confinados administra-se ração balanceada feita com uma mistura de grãos, farelos, farinhas e micronutrientes (vitaminas em geral). Saúde: a falta de uma inspeção unificada no país dificulta o acompanhamento da saúde do rebanho. A inspeção é feita em três níveis, federal, estadual e municipal, cada um com diferentes normas e legislação. O rebanho de bovinos está sujeito a várias doenças que prejudicam sua produtividade, tais como infecciosas agudas (febre aftosa e mastite) e infecciosas crônicas (brucelose e tuberculose). Reprodução: uma das maneiras de obter animais com maior produtividade é através da inseminação artificial. No Brasil, apenas um terço desse processo é realizado no gado de leite, uma vez que há maior interesse no gado de corte, diferentemente dos Estados Unidos, onde 90% das inseminações são feitas no gado de leite. Equipamentos: a produção de leite por meio mecânico ainda é pequena no país, sendo o processo de ordenha manual o mais usado. A ordenha mecanizada contribui para que os animais produzam leite em maior quantidade e, principalmente, com melhor qualidade, o que vai interferir diretamente na qualidade dos seus derivados, como no caso do queijo.   Fonte: ESPM, adaptado pela Equipe Milknet 07/01/2009

Banner CHR Hansen 2020

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here