CPT - Centro de Produções Técnicas

O secretário da Agricultura e do Abastecimento, Norberto Ortigara, determinou a criação de um grupo de trabalho para analisar a proposta para investimentos em projetos de capacitação e treinamento de produtores e usinas fornecedoras de leite ao programa do governo do Paraná, Leite das Crianças. A proposta é que o programa Leite das Crianças seja executado nos municípios atendidos pelo Programa Família Paranaense. Os detalhes do projeto foram apresentado pela coordenadora técnica do programa, Cristiane Puchevaillo, da Secretaria do Trabalho, Emprego e Promoção Social, durante reunião na Secretaria da Agricultura. O projeto deverá ter uma duração de cinco anos e será financiado com recursos do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), com previsão de R$ 870 mil por mês, para financiar os cursos de capacitação e treinamento. A proposta de Cristiane Puchevaillo é que a Emater e a Adapar assumam a execução desses cursos. QUALIDADE DE VIDA – O programa Leite das crianças fornece, de forma gratuita, um litro de leite pasteurizado integral, adicionado de ferro e vitaminas “A” e “D” por dia, para crianças de com idade entre 6 e 36 meses, pertencentes à famílias com renda per capita de até meio salário mínimo regional. O projeto tem como objetivo melhorar a qualidade de vida da criança que recebe o leite, garantindo a eficiência em toda a cadeia produtiva desde o campo até o beneficiário final que é a criança. CURSOS – Conforme o projeto, a capacitação será direcionada para produtores e usinas. Para os produtores, os cursos serão de boas práticas da produção leiteira na propriedade rural. Para as usinas, serão de análise de perigos e pontos críticos de controle (APPCC). O objetivo é capacitar no mínimo 60% dos produtores fornecedores e até 80% das usinas fornecedoras do Leite das Crianças. A previsão é que sejam envolvidas 1.400 pessoas em toda a cadeia produtiva. Deverão ser formadas até 100 turmas, com 15 alunos cada uma, para cursos de produção e boas práticas e melhoria do processo produtivo destinados aos produtores, para que desenvolvam as capacidades, habilidades e atitudes necessárias para o incremento e modernização no processo produtivo. Mais dez cursos deverão ser criados para treinamento de usinas em qualificação e boas práticas em transformação do leite. Outros dez cursos serão destinados ao treinamento da qualificação e transformação do leite – análises de risco e pontos críticos de controle. As usinas também deverão modernizar e melhorar seus processos com objetivo de fornecer uma matéria-prima de melhor qualidade para a melhoria da saúde das crianças pertencentes às famílias inseridas no programa Família Paranaense e Leite das Crianças. “O grupo de trabalho deverá ter um representante da Secretaria da Agricultura e do Abastecimento, da Emater, que poderá se responsabilizar pelo treinamento dos produtores, e da Adapar, que vai avaliar os processos de treinamento nas indústrias para garantir a qualidade na produção”, explicou o secretário da Agricultura e do Abastecimento, Norbeto Ortigara. LEITE DAS CRIANÇAS – De 2013 a outubro de 2014, o Programa Leite das Crianças já investiu cerca de R$ 130,5 milhões, atendendo 125 mil crianças por dia. Atualmente, conta com 7 mil produtores fornecedores e 50 usinas credenciadas para distribuir o leite em todo o Estado do Paraná.

Banner CHR Hansen 2020

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here