CPT - Centro de Produções Técnicas

Em tempo de estiagem que muito castiga as pastagens e quando o preço do leite teria que estar sendo majorado, isto não ocorre. O produto in natura está 8,4% mais barato do que 12 meses atrás, na estiagem passada. Em setembro de 2013, o litro de leite era vendido pelos sócios das duas principais cooperativas de Iporá (Cooprol e Coomafir) por R$ 1,18. No momento, 12 meses depois, o litro é pago somente a R$ 1,08. Os produtores lamentam que o produto não tenha alcançado o mesmo bom preço da estiagem passada, enquanto que alguns custos não deixaram de ser majorados, diminuindo a margem de lucro. A reportagem falou com os dois presidentes de cooperativas. José Carlos Ferreira, da Cooprol, culpa a importação que o governo fez de leite do exterior, forçando o preço do produto nacional para baixo. Adão Nascimento, da Coomafir, conta que como o preço esteve bom no ano passado, muitos produtores brasileiros também entraram na atividade e, em várias regiões do país, houve aumento de 20% na oferta de leite. Os dois presidentes de cooperativas dizem que não veêm possibilidade de aumento no preço do produto neste ano. "Isto é o que lamentavelmente se percebe no mercado do leite", dizem. <b>Dificuldade de mão de obra</b> Ambos os presidentes de cooperativas, José Carlos e Adão Nascimento, estão reclamando sobre a dificuldade de mão de obra para a atividade leiteira. Eles contam que não está fácil de ter um bom profissional vaqueiro na propriedade rural. Mesmo com uso de ordenhadeira mecânica, a qual facilita o trabalho, é cada vez menor o número daqueles que querem trabalhar no campo. Isso contribui para majorar os custos da produção de leite na região.

Banner CHR Hansen 2020

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here