CPT - Centro de Produções Técnicas

Equipamentos que destinam a propiciar melhor produtividade e rentabilidade aos produtores de mel e leite do Norte de Goiás serão entregues hoje, em Porangatu, pelo governador em exercício José Eliton, secretário do Desenvolvimento Econômico, Científico, Tecnológico e da Agricultura. O evento, previsto para as 9 horas no Sindicato Rural de Porangatu, contará com as presenças do presidente da Emater-GO, Pedro Arraes, e do superintendente executivo de Ciência e Tecnologia da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Científico e Tecnológico e Agricultura, Pecuária e Irrigação (SED), Mauro Faiad, além de pequenos produtores do município, entre outras autoridades regionais. Os investimentos são destinados aos participantes dos arranjos produtivos locais, mais conhecidas pela sigla APLs, coordenados pelo governo do Estado. Serão entregues 25 tanques de resfriamento de leite, para o APL Lácteo do Norte, e uma caminhonete, um trailer e equipamentos diversos para o APL do Mel. Nesta fase estão sendo investidos cerca de R$ 700 mil, beneficiando, ao todo, de 3,5 mil trabalhadores e produtores da agricultura familiar. Os 25 tanques de resfriamento de leite, com capacidade para dois mil litros cada, vão atender produtores dos municípios de Porangatu, Niquelândia, Minaçu, Campinaçu e Formoso de Goiás. Cada cidade receberá cinco tanques. Os beneficiários são ligados a cooperativas, associações, assentamentos e grupos de agricultura familiar com atuação no setor lácteo regional. Essas instituições coordenarão a utilização do equipamento destinado à conservação do leite in natura e que tem como objetivo atender às normativas sanitárias do Ministério da Agricultura, que exige que o produto seja resfriado para a conservação de suas propriedades até a entrega à empresa de laticínio. Essa iniciativa termina por contemplar melhor o consumidor final, que disporá de um produtor de qualidade. O valor investido pelo governo do Estado na aquisição dos tanques é de aproximadamente R$ 390 mil. Estão sendo beneficiados 420 produtores familiares ligados ao APL, e cerca de dois mil trabalhadores. A Emater foi parceira da SED na iniciativa, oferecendo apoio técnico na elaboração do projeto. <b>Melhor qualidade do mel</b> Está sendo contemplado, também, com novos equipamentos o APL de Mel da região Norte. José Eliton entregará um trailer e uma caminhonete que ajudarão os apicultores a extrair o mel dentro dos ambientes de higiene necessários para atender as normas de mercado. O trailer e a caminhonete serão entregues à cooperativa Coopermel, que fica em Porangatu, cidade-polo do APL. A instituição foi indicada pelos apicultores por ser a principal cooperativa da região. Essa estrutura permitirá o deslocamento até o local da extração, permitindo aos apicultores utilizarem os materiais e roupas adequadas para garantir a qualidade do produto. Após a extração, o produto recolhido será conduzido para a Casa do Mel, também em Porangatu, onde passará por um processo de industrialização. Os investimentos no trailer, caminhonete e utensílios diversos que serão utilizados para o manuseio do produto extraído são de R$ 312 mil, beneficiando 135 apicultores que produzem atualmente na região a quantidade de 56.000 kg/ano. Além do equipamento, a Secretaria de Desenvolvimento Econômico irá promover, por meio de sua unidade do Instituto Tecnológico (Itego) de Porangatu, diversos cursos nas áreas de interesse dos APLs para a qualificação de trabalhadores. Outra função do Itego será o acompanhamento das ações dos beneficiários. <b>Avanço de Goiás</b> O Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) colocou Goiás entre os três Estados mais avançados, recentemente, em Arranjos Produtivos Locais. Os destaques são: APL de Confecções (Jaraguá, Pontalina, Catalão, Itaguaru, Itapuranga e Taquaral); APL Lácteo de São Luiz de Montes Belos (engloba 21 municípios); APL de Cerâmica Vermelha (Norte goiano); e o APL de Tecnologia da Informação – TI (Região Metropolitana de Goiânia e Anápolis). Os APLs de mel, banana e orgânicos também têm sido atendidos em ações da SED. Para José Eliton, os APLs têm a importante missão de promover inovação tecnológica e qualificação profissional que, por sua vez, levam ao aumento da produtividade, além de fortalecer a vocação econômica dos municípios. “Isso significa maior número de empregos e crescimento econômico em todas as regiões do Estado”, concluiu.

Banner CHR Hansen 2020

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here