CPT - Centro de Produções Técnicas

O Conselho Gestor do Fundo Estadual de Combate e Erradicação da Pobreza (Fecoep) aprovou na quinta-feira (19), por unanimidade, a liberação de R$ 8.867.957,58 para pagamento das parcelas de novembro e dezembro para os fornecedores do Programa do Leite em Alagoas. Os recursos serão repassados aos mais de 4.400 pequenos produtores de leite ligados às quatro cooperativas que operam o programa. O Programa do Leite funciona a partir dos repasses do Ministério do Desenvolvimento Social para compra e distribuição de 80 mil litros de leite por dia junto a pequenos produtores do Estado, beneficiando 320 mil pessoas direta e indiretamente. Em julho deste ano, após intensas negociações com o MDS, o governador Renan Filho e o secretário de Estado da Agricultura, Pecuária, Pesca e Aquicultura, Álvaro Vasconcelos, conseguiram a prorrogação do programa até dezembro de 2016. Houve, no entanto, a impossibilidade por parte do Governo Federal de arcar com as parcelas referentes aos meses de novembro e dezembro. Como integrante do Conselho Gestor do Fecoep, o secretário Álvaro Vasconcelos, apresentou e defendeu a proposta de complemento das parcelas desses dois meses com recursos do Estado, no que foi atendido nesta quinta, em reunião extraordinária do colegiado. “Ficamos felizes com a compreensão demonstrada pelos colegas do Conselho em garantir esses recursos. Na minha avaliação, o Programa do Leite constitui uma das maiores ações de caráter social desenvolvidas em Alagoas, beneficiando 80 mil famílias, além dos pequenos produtores que fornecem o leite. Tenho certeza de que a decisão tomada pelo Fecoep será um grande alívio para todos esses alagoanos”, disse o secretário após a reunião. O alívio dos fornecedores foi confirmado pelo presidente da Cooperativa de Produtores de Leite de Alagoas (CPLA), Aldemar Monteiro. “Essa notícia nos tranquiliza e nos incentiva a continuar produzindo. Os esforços do governador Renan Filho e do secretário Álvaro Vasconcelos demonstram todo o comprometimento do governo com a cadeia produtiva do leite, com a agricultura familiar, com o homem do campo. O Programa do Leite em Alagoas é apontado pelo MDS como o melhor do Brasil. A continuidade dessa ação é indispensável para o Estado”, disse. Além da CPLA, também operam o programa a Cooperativa Agropecuária de Produtores de Leite Familiar Bacia Leiteira (Coopaz), a Cooperativa de Agricultores Familiares do Sertão de Alagoas (Cafisa) e a Associação dos Agricultores Agroecológicos de Igaci (Agra).

Banner CHR Hansen 2020

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here