CPT - Centro de Produções Técnicas

A expectativa é de queda nos preços do leite ao produtor em curto e médio prazos. O aumento da oferta de matéria prima segue pressionando as cotações na fazenda e demais elos da cadeia. Os preços do leite longa vida, dos queijos e outros produtos em queda diminuíram as margens da indústria. No mercado internacional, a pressão de baixa continua, com a safra na Oceania. Para o pagamento de dezembro (produção de novembro), a expectativa é de queda no preço do leite ao produtor. Além do aumento da produção, a demanda por lácteos, em especial por leites fluídos, diminui no final de ano, com as férias e festas. Segundo levantamento da Scot Consultoria, 83,0% dos laticínios pesquisados acreditam em queda dos preços do leite ao produtor em dezembro e 17,0% fala em manutenção dos preços. Para o pagamento de janeiro do ano que vem, persiste a pressão de baixa. No mercado spot, as quedas de preços corroboram com o cenário de maior oferta. Em São Paulo e Minas Gerais, os negócios ocorreram entre R$0,90 e R$0,95 por litro.

Banner CHR Hansen 2020

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here