CPT - Centro de Produções Técnicas

"O design da embalagem que armazena o leite mostra o quanto do líquido vai ser desperdiçado, ou não, pelo consumidor". Essa é a afirmação do farmacêutico de Juiz de Fora, Igor Rosa Meurer, que estudou as diferentes caixinhas de leite do mercado para uma dissertação de mestrado na Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF). De acordo com a Associação Brasileira da Indústria de Leite Longa Vida, cerca de 90 milhões de litros de leite foram perdidos e jogados ao lixo, junto com a caixa, no período de um ano. O farmacêutico passou um ano analisando os prejuízos do desperdício e concluiu que a “culpa” do desperdício é do formato da caixa e da tampa. Segundo ele, algumas embalagens, as mais retangulares com tampas mais altas, impedem que todo o líquido saia. A embalagem que menos desperdiça é a convencional, sem tampa, que é preciso cortar a ponta para abrir. Para os que não querem desperdiçar, a dica do farmacêutico é agitar a caixa para tentar tirar o máximo de leite possível, e reduzir o desperdício pela metade.

Banner CHR Hansen 2020

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here