CPT - Centro de Produções Técnicas

A estiagem dos últimos meses na região de Araraquara (SP) já está prejudicando a produção de leite em fazendas. Com o pasto seco, as vacas deixam de comer e perdem até 100 quilos. Em uma propriedade de Motuca, por exemplo, a produção de leite caiu 85%. Com falta de chuva há mais de dois meses em Araraquara, o pasto da fazenda da produtora rural Maria Aparecida de Barros não resistiu e o capim secou. A água que vem do poço está acabando e, sem o principal alimento do gado, a alternativa foi alimentar as vacas com cana-de-açúcar. “A gente não tem como investir, então é bravo e a única coisa é a cana mesmo”, afirmou. Mesmo com a alternativa, o gado passou a comer menos, prejudicando a produção de leite. Em um tanque o nível deveria chegar a 50 centímetros, mas não passa dos 10. A produtora contou que chegava a produzir 60 litros por dia. “Caiu quase que 80%. Para um tanque que é de 1.080 litros e está com 241 litros, é quase que nada. O gado leiteiro precisa de proteína, que fica no ponteiro do capim, mas para isso precisa chover para o capim brotar”, afirmou. Prejuízo Em Motuca, a seca também afetou a produção de leite no sítio do produtor rural José Sanches. “Em época normais, que choveu bem, produzia 300 litros ao dia e agora, com o dobro de vacas, estamos tirando no máximo 45 litros”, disse. Com a pastagem seca, ele também passou a dar cana para o gado, mas os animais já emagreceram 100 quilos cada um. O produtor explicou que não conseguiu nem mesmo fazer silagem com o milho, já que também perdeu parte da lavoura com a seca. “Estou torcendo para uma chuva e o que a gente está fazendo é vendendo os animais, diminuindo, parando”, lamentou.

Banner CHR Hansen 2020

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here