A nova fábrica, de 15 mil metros quadrados, está anexada a uma outra unidade da empresa no local. Ela entra em operação utilizando cerca de 50% da capacidade total, equivalente a 250 mil litros de leite por dia.
Com o acréscimo na produção, o portfólio da empresa passará de 80 para 120 produtos. O anexo produzirá iogurtes, cream cheese e queijos do tipo cottage e minas frescal.
Atualmente, nas quatro fábricas da Porto Alegre (Ponte NovaAntônio Carlos Mutum, em Minas Gerais, e Valença, no Rio de Janeiro), a produção é de 1 milhão de litros de leite por dia. Com a nova sede, anexa à fábrica de Antônio Carlos, estima-se um crescimento de 20% na geração até o fim deste ano.
Porto Alegre prevê também a instalação de uma fábrica no distrito de Santana dos Patos, em Patos de Minas, no Triângulo Mineiro. Serão investidos cerca de R$ 60 milhões até 2023, quando a empresa deve entrar em operação. Essa unidade produzirá queijos muçarela, prato, parmesão e soro de leite em pó.


Mais queijo em Minas?

Vigor é outra empresa com planos de expansão e deve definir em 30 dias se vai desenvolver em Minas ou no Rio de Janeiro. A companhia iniciará a produção de queijos processados fatiados em 2020 e estuda onde fará a nova operação: nas fábricas de Barra do Piraí, no Rio de Janeiro, ou em São Gonçalo do Sapucaí, no Sudoeste de Minas Gerais.
Banner CHR Hansen 2020

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here