CPT - Centro de Produções Técnicas

A Emprapa Agroindústria de Alimentos procura parceiros no setor de laticínios para fazer a validação industrial e começar a produzir bebidas fermentadas de cereais com bactérias próbióticas para o mercado. No estudo original, a fabricação seria somente de bebidas de soja fermentadas, mas evoluiu também para o consumo de pessoas com intolerância a lactose e foram adicionados cereais como aveia, milho, quinoa, centeio, cevada e trigo. A matéria-prima usada na pesquisa foi o extrato em pó dos cereais, em vez do processo tradicional, que parte do grão. Os pesquisadores preferiram usar o pó diluído em água, que já resulta na bebida final. Após a fermentação, ela pode ser misturada a preparados de frutas com sabores variados, como banana, mamão, maçã. Embora tenham como alvo as indústrias de laticínios, devido aos equipamentos empregados, as bebidas de cereais desenvolvidas na pesquisa não são à base de leite. Por isso, podem ser usadas por pessoas que têm intolerância à lactose. Em julho, a Embrapa assinou contrato de cooperação técnica com a empresa de consultoria e assistência técnica Gestão Láctea, especializada na área de laticínios. Foram selecionados três possíveis parceiros para fazer a validação industrial do produto, visando a colocação no mercado. A ideia, segundo os pesquisadores, é ampliar a possibilidade de inserção no mercado por meio dos laticínios. A colocação do produto nos supermercados vai depender da velocidade e do interesse que as indústrias demonstrarem, afirmou.

Banner CHR Hansen 2020

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here