CPT - Centro de Produções Técnicas

A Copa do Mundo de 2014 chegou à reta final de uma forma bem diferente da esperada pelos brasileiros porém, no campo da publicidade, saiu de Minas Gerais uma das jogadas mais certeiras do Mundial. A agência ORI e o Laticínio Funarbe, produtor do Doce de Leite Viçosa, marcaram um gol de placa junto aos jogadores do Uruguai, o que rendeu à marca um aumento de 82% na procura pelo doce em uma semana, além de novas possibilidades de negócios. Tudo isso, porque a seleção uruguaia teve 39 quilos do seu "dulce de leche" apreendidos no Aeroporto Internacional Tancredo Neves (AITN), em Confins, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH). Em uma jogada de mestre, a ORI teve o insight de presentear os uruguaios com 40 quilos do tradicional Doce de Leite Viçosa, eleito o melhor do Brasil, em sete edições do Concurso Nacional de Produtos Lácteos. "A notícia dessa apreensão ganhou mídia logo após a inesperada derrota da Celeste para a Costa Rica. Sabendo que a delegação uruguaia ainda estava concentrada em Sete Lagoas, entramos em ação e, rapidamente, planejamos a tática da entrega e a viabilização da logística, em conjunto com o Laticínio Funarbe", comenta a cofundadora da ORI, Gabriella Araújo. Segundo ela, enquanto a empresa acionou seu distribuidor em Belo Horizonte para fornecer a quantidade necessária do doce de forma rápida, a agência entrou em contato com a Secretaria de Esportes de Sete Lagoas, que facilitou o acesso junto à Fifa e ao JN Resort, onde a seleção uruguaia se hospedou. "Para a nossa surpresa, o chef Felipe Rangel, que atendeu a cozinha da delegação, já apreciava o doce de leite e foi um grande entusiasta da ação, o que facilitou o processo", comenta. A entrega foi percebida como um gesto cortês da empresa e rapidamente alcançou projeção nacional. De acordo com as medidas restritivas da Fifa, a agência não pôde produzir qualquer imagem da seleção uruguaia, o que não impediu a ORI de coordenar a assessoria de imprensa para transformar a ação em notícia que foi veiculada nos principais veículos de comunicação do Brasil. Além disso, segundo Milton Miler, gerente comercial do Laticínio Funarbe, nos dois primeiros dias após a publicação do post em uma rede social, 111 mil pessoas foram alcançadas e 1.200 novos likes foram conquistados. Além do aumento nas vendas, surgiram novas possibilidades de negócios, entre eles a probabilidade de comercialização do doce de leite como presente, a negociação de patrocínio a um grande e renomado chef de São Paulo, a expansão de mercado com distribuição em novas regiões e a criação de canal para exportação do doce para o Uruguai.

Banner CHR Hansen 2020

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here