CPT - Centro de Produções Técnicas

Devido à falta de chuva, a queda na produção de leite, junto às cooperativas de laticínios capixabas, no último bimestre, girou em torno de 25%. Para os produtores assistidos pelo Projeto de Pecuária de Leite do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Espírito Santo (Sebrae ES), a queda registrada foi de, no máximo, 10% na região norte e 14% no sul. Segundo o gestor do Projeto, Thiago Martins, o período longo de estiagem tem gerado diversos prejuízos à pecuária leiteira. “Com a falta de chuvas, a alimentação dos animais se torna fraca ou inexistente. A isso ainda somamos o excesso de calor e sua influência direta na produção, pois quanto mais quente, maior o estresse térmico do animal e menor a produção de leite. Além disso, haverá um reflexo da seca nos próximos ciclos, pois o animal que sobreviver, é intensamente castigado pelo fenômeno, e poderá levar um grande período para recuperar sua produção de leite”, explicou. Entre os principais fatores para este resultado positivo está o planejamento alimentar, realizado com o acompanhamento de consultores, que auxiliam em ações de cunho tecnológico e gerencial das propriedades. O Projeto de Pecuária de Leite do Sebrae ES trabalha com planejamento e ações que visam enfrentar crises como esta. “Os consultores realizam um planejamento de cada propriedade assistida e, assim, o produtor pode ter uma visão futura do seu negócio e adotar medidas preventivas, como alimentação suplementar, manejo adequado das pastagens e do rebanho, aumento das áreas de sombra, genética, projetos de irrigação, ações que são analisadas e implementadas com antecedência”. O produtor Juremar Pin, cooperado da cooperativa de laticínios Veneza, participa do Projeto de Pecuária de Leite há três anos e explica que, com a falta de água a produção de leite diminuiu, mas o queda seria maior caso não recebesse apoio do Sebrae. “Quando comparamos nossa produção com aqueles que não participam do projeto conseguimos observar que a dificuldade de quem não é atendido é bem maior”. Para o produtor, a orientação oferecida pelos consultores do Sebrae é um dos fatores deste resultado. “Somos orientados e acompanhados o tempo todo. Além disso, trabalhamos com visão no futuro e já prevíamos que a crise poderia chegar a qualquer momento, então tivemos uma preparação antecipada para lidar com as dificuldades”, ressaltou Juremar. <b>Projeto</b> O Projeto de Pecuária de Leite, desenvolvido junto às cooperativas de leite e laticínios particulares capixabas, prevê ações de cunho tecnológico e gerencial que resultam na melhoria da rentabilidade e produtividade, ou seja, melhoria da eficiência na gestão da propriedade rural e promoção do acesso à inovação e tecnologia, utilizando a metodologia Sebraetec. O Sebraetec é um instrumento que tem como objetivo promover o acesso aos serviços tecnológicos aos pequenos negócios, fortalecendo a sua competitividade no mercado. Também oferece apoio ao desenvolvimento de projetos de inovação, de gestão tecnológica e de indicação geográfica.

Banner CHR Hansen 2020

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here