CPT - Centro de Produções Técnicas

Com o objetivo de desenvolver a produção leiteira de Alagoas, através do melhoramento genético do rebanho de produtores familiares de diversas regiões do Estado, a Cooperativa de Produção Leiteira de Alagoas (CPLA) inicia mais uma etapa do projeto de “Fortalecimento da Cadeia Produtiva do Leite em Alagoas”. O projeto, incluso no Programa Alagoas Mais Leite, do Governo de Alagoas, através da Secretaria de Estado da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Agrário (Seagri), e da consultoria tecnológica do SEBRAE Alagoas, irá propiciar aos agricultores familiares envolvidos no Programa Social do Leite, a melhoria da qualidade genética do rebanho. Durante dois meses, Glauco Yves e Gustavo Ramos, Coordenadores técnicos da CPLA no Programa, juntamente com, Marcílio Guarnieri representante da In Vitro Nordeste, laboratório responsável pela inseminação, realizaram visitas a produtores rurais em todo o estado interessados em participar do programa. A realização de exames para comprovar a saúde do animal, além do preenchimento do termo de interesse foram pré-requisitos para a aceitação dos produtores. As transferências já estão sendo realizadas. Segundo Marcílio, os gados de produtores das cidades do Sertão já receberam as transferências e até o final de agosto todo o procedimento será finalizado. “Após a finalização das transferências, as vacas serão avaliadas para verificar se a inseminação aconteceu. Caso não tenha acontecido, faremos um novo processo de transferência”, disse. Adquiridos pela CPLA, as prenhezes serão financiadas para os produtores, que terão um prazo maior para pagar e um custo benefício melhor, uma vez que tiveram todo o acompanhamento para verificar as condições do gado a receber os embriões. Ao todo, 300 prenhês serão realizadas através da parceria dos produtores e associações com a CPLA. “Deste modo, concluímos o nosso cadastro atingindo a meta proposta para o ano de 2014, na promoção do melhoramento genético do nosso rebanho, aumento da produtividade e rentabilidade dos negócios de nossos agricultores familiares”, concluiu Glauco Yves. Criadores de 20 municípios do Estado foram contemplados. Abaixo você confere a relação dessas cidades e a quantidade de prenhês em cada uma delas: Major izidoro = 17 prenhês Batalha = 25 prenhês Belo Monte = 10 prenhês Jacaré dos Homens = 23 prenhês Jaramataia = 10 prenhês Mar Vermelho = 37 prenhês Cajueiro = 10 prenhês Craíbas = 16 prenhês Cacimbinhas = 10 prenhês Piaçabuçu = 10 prenhês Igreja Nova = 21 prenhês São Sebastião = 10 prenhês Junqueiro = 7 prenhês Colonia de Leopoldina = 20 prenhês Ibateguara = 10 prenhês Porto Real do Colegio = 20 prenhês Paulo Jacinto = 14 prenhês Quebrangulo = 12 prenhês Limoeiro de Anadia = 3 prenhês Traipu = 15 prenhês TOTAL = 300 prenhês

Banner CHR Hansen 2020

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here