CPT - Centro de Produções Técnicas

Fato este é comprovado principalmente entre as famílias de classe C. Esse aumento no consumo de iogurtes foi constatado desde o ano 2000 e atualmente em 2014, esse crescimento foi em mais de 14% no faturamento das empresas. Diante desse fato, diversas empresas no país estão investindo pesado na melhoria nas suas estruturas, na contratação de novos empregados visando lançamentos de novos produtos e atendimento à demanda do mercado interno e externo de consumidores. A empresa Trevo Alimentos, uma das fabricantes de iogurtes no país, conta hoje com um quadro de mais de 220 funcionários, em 2002, eram cerca de apenas 40 empregados e mesmo com todo o avanço da tecnologia, não houve demissões e sim aprimoramentos e capacitação de seus funcionários, afirma o dono da fabrica Marcelino Rezende. Em Minas Gerais, a Trevo Alimentos, fabrica diversos tipos de alimentos lácteos, além de iogurtes, como Manteiga e Requeijão. Segundo o proprietário, o consumo de iogurtes está em média de seis quilos por brasileiro. Com a melhoria da renda das pessoas, o produto passou a fazer parte do cardápio das pessoas. A expectativa da marca é bastante promissora, o mercado está expandindo seu atendimento a consumidores estrangeiros, onde o consumo de iogurte é em média de 13 quilos na Argentina e em países como Holanda e França o consumo chega à casa dos 30 quilos por pessoa. Se comparada com o mercado brasileiro, os estrangeiros consomem bem mais iogurtes que os brasileiros. Vale acrescentar que com o aumento no consumo, irá gerar mais empregos no país e aumento no faturamento da empresa. A expectativa segundo o dono da empresa é que haja o fechamento do faturamento no ano de 2014 na casa dos R$ 96 milhões.

Banner CHR Hansen 2020

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here