CPT - Centro de Produções Técnicas

Na reunião do Conselho Paritário do Leite do Rio Grande do Sul (Conseleite) realizada nesta terça-feira, 20, na sede do Sindilat/RS, em Porto Alegre, o estudo realizado pela Universidade de Passo Fundo (UPF) mostrou que a projeção do preço de referência do leite padrão pago pela indústria ao produtor em maio é de R$ 0,8783 representando uma elevação de 0,34% em relação a abril passado. Em abril passado, o preço de referência ficou em R$ 0,8753, enquanto a projeção feita na reunião anterior era de R$ 0,8788, o que representa uma redução de R$0,0035 (-0,39%). Nos últimos três meses (março/abril/maio) os preços de referência do leite padrão apresentaram uma elevação na média de 1,97%, levando em conta que o valor de maio é projeção. Para o presidente do Conseleite/RS e do Sindilat/RS, Wilson Zanatta, os valores do leite UHT indicam uma estabilidade nos preços. “Entre os motivos está queda da cotação do leite em pó no mercado mundial e o câmbio que está favorecendo a importação de lácteos”, afirma. O (Conseleite-RS) reúne representantes da indústria láctea e produtores rurais para estabelecer mensalmente o preço de referência leite padrão pago ao produtor. Esse sistema de valoração do produto, baseado em estudo técnico da Universidade Federal de Passo Fundo (UPF), premia, com melhor remuneração, a qualidade e a produtividade oferecida pelos produtores, que recebem da indústria de 10% a 20% a mais do valor. O preço pago ao produtor está condicionado ao valor que a indústria obtém na negociação com o varejo para os seus produtos. Este preço é regido pela lei de oferta e procura.

Banner CHR Hansen 2020

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here