CPT - Centro de Produções Técnicas

A Comissão Nacional dos Mercados e da Concorrência (CNMC) multou nove empresas do sector do leite em Espanha em 88,2 milhões de euros por práticas de cartelização, traduzidas na partilha de informação, a nível nacional e regional, sobre os preços de compra de leite de vaca, volumes de compra e excedentes de leite. A Danone recebeu a maior multa, tendo que pagar à CNMC 23,2 milhões de euros. "As trocas de informação estratégica aconteceram em vários fóruns e versarão sobre matérias distintas, se bem que todas tiveram como objectivo consensualizar e adoptar uma estratégia conjunta para controlar o mercado de fornecimento de leite de vaca", lê-se no comunicado publicado no site do regulador. A CNMC deu ainda como provado que "em determinados momento [as trocas de informação] materializaram-se em acordos concretos para coordenar os preços de compra do leite e a partilha de fornecedores". De acordo com a CNMC, esta prática "permitia às empresas ajustar o seu comportamento e evitar oferecer melhores preços e condições comerciais aos produtores, limitando a concorrência no mercado de fornecimento de leite de vaca". Além da Danone, foram multadas pelo regulador espanhol a Corporación Alimentaria Peñasanta (multa de 21,8 milhões), Grupo Lactalis Iberia (11,6 milhões), Nestlé España (10,6 milhões), Puleva Food (10,2 milhões), Calidad Pascual (8,5 milhões), Senoble Ibérica (929.644 euros), central Lechera Asturiana (698.477 euros), Gremio de Industrias Lácteas de Cataluña (200 mil euros); Asociación de Empresas Lácteas de Galicia (100 mil euros) e Central Lechera de Galicia (53.310 euros). A decisão pode ainda ser alvo de recurso na Audiência Nacional.

Banner CHR Hansen 2020

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here