CPT - Centro de Produções Técnicas

O Brasil está entre os maiores produtores de leite do mundo. Segundo o IBGE, em 2014 chegaremos próximos dos 37 bilhões de litros. Trata-se de um resultado fantástico, pois há uma década produzíamos 24,6 bilhões de litros. Ou seja, em dez anos, crescemos 50%. Esse resultado espetacular deve-se à soma de fatores de muito valor. O produtor brasileiro é um herói, que trabalha de sol a sol, 365 dias por ano, para produzir mais e melhor. A indústria de insumos (nutrição e sanidade) também contribui decisivamente, da mesma forma que o melhoramento genético e a indústria de equipamentos, que se aperfeiçoa, investe e inova para proporcionar as melhores condições possíveis para as vacas leiteiras. Por esses e outros fatores, é inegável que o Brasil passa por uma grande transformação no setor rural como um todo e na pecuária leiteira em especial. Outra boa notícia é que ainda há espaço para melhorar o desempenho da atividade. Para isso, é necessário ter atenção a requisitos básicos, algumas vezes deixados em segundo plano. O conforto das vacas, por exemplo, é essencial. Assim, não basta ter plantel com boa genética, dar a melhor alimentação e cuidar da sanidade se não for priorizado o ambiente onde os animais vivem. O controle da temperatura, com o uso de sistemas de refrigeração, estruturas de confinamento modernas e limpas, sombreamento adequado, troca constante da água e da dieta e a densidade dos pisos a qualidade e manutenção periódica das estruturas de ordenha não devem ser deixados em segundo plano. Utilizo o relato do professor André Thaler Neto, da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) sobre a atenção à segurança e qualidade do ambiente onde as vacas permanecem a maior parte do dia. “O conforto das vacas leiteiras é fundamental sob vários aspectos. Primeiro em relação à eficiência produtiva, saúde e fertilidade; e segundo, pelo próprio respeito aos animais. Especial atenção precisa ser dada às condições das camas, as quais são fundamentais para o desempenho econômico das vacas leiteiras” A indústria brasileira está preparada para atender a essa exigência da pecuária leiteira, com novos equipamentos, acessórios e serviços que possibilitam a melhoria das condições ambientais e a produtividade animal – em especial nas estruturas de confinamento. Recentes lançamentos de camas sintéticas suaves e elásticas e sistemas ventilação e aspersão permitem que as vacas tenham espera calma durante e pós-ordenha, contribuindo decisivamente para melhorar o desempenho, além de reduzir o descarte de vacas por problemas nos membros. Esses benefícios proporcionados às vacas chegam ao consumidor final, beneficiando todos os elos da cadeia produtiva do leite e contribuindo para o Brasil bater novos recordes de produção desse alimento essencial.

Banner CHR Hansen 2020

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here